quinta-feira, 28 de maio de 2015

Let's Burn - Saiu o QUARTO episódio de Saint Seiya Soul of Gold



Cá estamos nós para mais. m resumo do anime SainqSeiya - Soul of Gold e, para a minha surpresa, este não apenas foi o melhor (de longe), mas foi o mais intenso de todos os episódios da série, na verdade, fazia termpo que eu não via uma luta tão emocionante num episódio de Saint Seiya.

Teremos fortes emoções, então, prepare o coração e deixe pronto remédio, água limpa e uma linda morena de lábios carnudos para uma possível respiração boca a boca.

O episódio já mostra que teremos muita ação para apenas 20 minutos, Saga de Gêmeos já chega botando ordem na budega que se tornou Asgard. Milo de Escorpião praticamente implora por Camus de Aquário, mas o antigo mestre do Santuário liga o Foda-se e ataca com seu super ultra hiper mega ultimate golpe mais forte.
EXPLOSÃO GALAAATICAAA (aposto que você leu pensando na voz do Gilberto Baroli)
Ufa, agora sim, temos uma pausa para a abertura da série.

O golpe desintegra qualquer vestígio de que ali havia um castelo enooooorme. Contudo ,Camus e seus novos amiguinhos saem sem nenhum arranhão... ... o que não surpreende ninguém que já tenha visto qualquer coisa do Saint Seiya.

Sigmund voa pra cima de Saga e eles mantém um breve discurso sobre o fato de Saga não se importar em atacar alguém que foi anteriormente seu companheiro de Armas, Saga responde que vai fuder quem pusar fora da fauxa.
Não foi exatamente isso o que ele disse, mas foi o que ele quiz dizer.

De repente, Surt entra na jogada e recomenda que os três (Sirt, Camus e Sigmund) devem atacar em conjunto para garantir que os inimigos sejam destruídos. Percebendo o fato de que o cosmo dos guerreiros deuses contam com um adicional por conta da Grande Árvore Yggdrasil, a melhor alternativa é fugir usando o Outra Dimensão.

É a primeira vez que eu vejo este ataque ser usado dessa forma, tipo o Scape Rope do Pokémon.

Agora temos Saga e Milo vagando por... ah... só Deus sabe onde. O ataque que abre uma porta para outras dimensões levou nossos heróis para um local genérico, porém, seguro.Milo insiste em ir até Yggdrasil, ostentando uma virilidade digna de um Dourado, o que não condiz com suas condições físicas. Saga afirma que não o impedirá, mas que a Elite de Athena deve pensar bastante no que farão dali pra frente, pois a Grande Árvore absorve seus cosmos e fortalece os Guerreiros deuses.
Saga de Gêmeos adverte Milo de Escorpião sobre os perigos de andar despreocupadamente em Asgard
Em outro lugar genérico de Asgard, Lyfia observa Yggdrasil (por um breve instante, seu olhar muda para o olhar semelhante ao apresentado no final do primeiro episódio). Aioria aparece e solicita maiores informações sobre os guerreiros deuses, sobre o Sr. Andreas, sobre a Grande Árvore e sobre o apetite sexual de Lyfia... Mentira, esse ultimo não, Aioria é um homem íntegro, não faria esse tipo de coisa.

O Hyoga certamente faria, e é por isso que Athena o deixou de fora.

OS DEMAIS GUERREIROS DEUSES APARECEM, FINALMENTE!
Oh, é verdade, ainda há dois guerreiros deuses que não deram as caras. Andreas convoca uma reunião com TODOS OS GUERREIROS DEUSES, o que faz necessário lembrar quem é quem: Temos Frodi/Dukemon, que lutou com Aioria no primeiro episõdio, temos Hercules de Tanngsnir (o gigante genérico das beyblades), Fafner de Nidhogg (que tomou um pau do Mu), Surt de Eikschnir (estrategista e brother do Camus), Sigmund de Granyl (irmão do maneiríssimo Sigfried da geração anteiror de Guerreiros Deuses) e, agora, os novos Balder de Hraesvelgr (visual parece que ele saiu do game Ragnarok, dizem que é imortal) e Utgardar de Garmr (o mais misterioro dos Guerreiros Deuses).
Reunião com os sete Guerreiros Deuses
Isso faz pensar que os guerreiros deuses devem ser escolhidos com base em algum questionário socio econômico que não sofre qualquer manutenção. Percebam que sempre...
Enfim, a reunião dos caras começa e Surt troca farpas com Frodi/Dukemon que informa da alteração que a armadura de Leão sofreu durante a luta, fato cuja explicação foge até mesmo ao próprio Andreas. O chefe dos guerreiros joga a bola pra Balder (o equivalente do Shaka em Asgard), que conclui o poder da armadura atual é diferente do poder apresentado pela armadura nova.

Isso qualquer burro sabe.

E é com base em um raciocínio extremamente simplista que o Guerreiro Deus define um evento que pode mudar completamente os rumos da contenda entre os dourados e os guerreiros de Asgard, o que me faz pensar que você não precisa de uma tese de doutorado elaborada e inédita para ser nomeado um Guerreiro Deus.

De repente é por isso que os asgardianos estão sempre perdendo para os Cavaleiros do Zodíaco.

Ainda em tempo, Andreas questiona Fafner sobre o andamento de algo. Fafner avisa que está muito próximo de obter êxito em suas experiências. Enquanto isso, Mascara da Morte enche o rabo de cachaça e joga cartas com os nativos, o que rende uma boa grana. Durante uma rápida conversa com o dono do bar onde se encontra, o cavaleiro de Câncer estranha a falta de clientes no lugar. O dono do bar explica que o Sr. Andreas promove tratamento médico de graça (tipo o SUS aqui no Brasil), por isso, todos estão ausentes.

Há algo de podre no reino da Dinam... quer dizer, de Asgard.

Mascara da Morte deixa a grana que conseguiu na jogatina na porta de Helena, a florista gatinha que ele está de olho desde que chegou em Asgard. Ah sim, os brutos também amam. Os irmãos de Helena reconhecem a proximidade de nosso guerreiro apaixonado pelo seu cheiro de pinga, sem imaginar que se trata do cara que vai todos os dias paquerar Helena na banca de flores. Ainda durante a noite, Helena recebe a visita de um Guerreiro Deus.

UMA ARMADILHA
Passada a noite (finalmente), vemos Mascara da Morte observando a urna de sua armadura de Câncer, provavelmente se perguntando pra quê foi revivido ali, se ele sequer pode usar sua armadura novamente. Afrodite avisa que Aioria partiu com Lyfia.

Dando um rolê na cidade, Mascara da Morte descobre que Helena não abriu a banca de flores, ao verificar na casa da florista, os irmãos dela informam que ela foi ao hospital junto de um guerreiro deus. O cavaleiro de Câncer sai correndo batendo os calcanhares na bunda, temendo por sua amada.

Lembra que eu comparei os serviços de Andreas com o SUS? Poisé, na verdade, o hospital em Asgard é uma armadilha e lá todos tem suas energias vitais sugadas e seus corpos ficam a mercê de Fafner, o que não é muito diferente do SUS no Brasil. Fafner extrai uma pedra, semelhante a uma Safira de Odin, no final de sua experiência usando Helena, o que o deixa feliz pra caralho.

De tão concentrado que estava, não percebe que seu lugar de trabalho está repleto de rosas vermelhas diabólicas reais, o que signifca apenas uma coisa...
Afrodite de Peixes e sua Rosa Vermelha
Afrodite de Peixes está na área. Sendo um especialista em plantas, Afrodite mostra que era a melhor opção desde o início em recolher informações sobre Yggdrasil, o que torna o sofrimento que Mu teve no segundo episódio algo totalmente infrutífero.

Ainda, por meio do controle do sistema nervoso de Fafner, o cavaleiro de Peixes parece descobrir como desarmar a barreira de Yggdrasil e passar a informação para Mu de Áries

Sim, Sim, esse seriado está fazendo muita justiça aos dourados vencidos na Batalha das 12 Casas.

Ao tentar salvar os prisioneiros do Hospital, Afrodite é atacado mortalmente por Andreas que presenciou toda a batalha, o cosmo de Afrodite desaparece e o corpo dele é levado por uma planta enorme. Mascara da Morte presencia tudo. Andreas estranha que Câncer pretenda lutar sem sua armadura.

Na sua vida passada, o cavaleiro de Câncer (Manigold) socou a cara de Tânatus, o Deus da Morte. Pra quê um cara desses vai precisa de armadura?!
O ataque da planta gigante fere Afrodite, espalhando mostarda pra todo canto
De qualquer forma, Mascara da Morte sente o chamado da Armadura e ambos se unem para enfrentar o inimigo, mas o Cavaleiro de Câncer não se mostra páreo para Andreas e seu Pokémon planta.

Durante uma rápida conversa, Andreas comenta que Câncer é o cavaleiro mais fraco dentre os dose, fato constatado pelo próprio Mascara da Morte. Helena, que ainda está viva, pede para que o seu amado cuide dos seus quatro irmãos menores. Nessa hora, Mascara da Morte queima seu cosmo e ultrapassa seus limites, exibindo, muito rapidamente, a sua nova versão da Armadura de Câncer.

BlackArachnia, aterrorizaaaaaaar!

Bom, ficou bastante parecido com a BlackArachnia (Viúva Negra no Brasil) do Beast Wars.

Usando uma genérica rajada de cosmo, o Pokémon planta de Andreas é derrotado e o hospital de Fafner também é destruído no processo. Andreas fica admirado com o novo poder da Armadura de Ouro. Enquanto isso, Mascara da Morte se despede de Helena, que morre em seus braços, mas antes, mostra que já sabia que era ele (Mascara da Morte) que deixava dinheiro na sua porta.
No final do episódio, temos Andreas observando, feliz da vida, a armadura de Peixes e Afrodite, que parece não ter morrido no final das contas.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
Sim, este foi um episódio bastante intenso e, se eu não fosse um homem feio, forte e formal, teria chorado litros. O momento onde a Armadura de Câncer e o Mascara da Morte se unem para enfrentar o perigo é muito emocionante.

Vemos a reconciliação entre o guerreiro e sua armadura que o abandonou na luta contra Shiryu de Dragão, ainda na série clássica. O perdão veio com a mudança de comportamento, assim, ambos podem alinhar seus cosmos novamente pelo bem dos Outros.

As armaduras são tão legais!

Quanto ao momento final do episódio, onde aparece Afrodite em uma esfera, lembrei da caçada dos 12 Bijuus no anime Naruto Shippuden.

Ah, antes que eu me esqueça, Mu conversa com Shaka sobre o evento ocorrido com Aioria, já depois dos créditos e, ao que tudo indica, o cavaleiro de Virgem já sabe o que motivou a mudança da Armadura dourada. O anime está esquentando hehehe.

Até o próximo resumo!

terça-feira, 19 de maio de 2015

Meus Desenhos - Milo de Escorpião

Milo de Escorpião- Iniciando...
Milo de Escorpião- Já quase terminado (apenas lápis)
Milo de Escorpião- Finalizado com detalhes de sombra (preto e branco), lápis e caneta Big preta
Bom, quando eu fiz este desenho do Milo (é, ele não é recente), eu não tinha qualquer conhecimento de como fazer um desenho "profissa" ou mesmo de como tratar um desenho pelo computador... bom, ainda não tenho, mas estou aprendendo.

Dá pra perceber que não tenho nenhum conhecimento técnico de desenho, pois eu usei caneta Bic preta pra terminar este desenho.

Let's Burn - Saiu o terceiro episõdio de Saint Seiya Soul of Gold

Primeiro quero me desculpar pela demora na postagem de nosso resumo, pois tive umas complicações no meio familiar e no trabalho, mas creio que já está tudo resolvido e posso continuar com minha vida virtual tranquilamente...

... até certo ponto, mas posso.

E, SIM, cá estamos com mais um resumão de mais um episódio de Saint Seiya - Soul of Gold!
Saiu mais uma postagem no Café com Pipoca!

Conferindo o resumo do capítulo anterior (você pode conferir NOSSO RESUMO aqui, que é muito mais divertido), onde Mu apanha de Fafner, capangas asgardianos genéricos apanham de Dohko (e, posteriormente de Milo), Aldebaran e Hercules brincam de beyblade, bla bla bla

...

Enfim, agora encontramos o cavaleiro dourado de Escorpião, vagando em meio a uma nevasca em terreno completamente hostil madrugada adentro, o que seria suicídio para qualquer um, mas não para Milo, não senhor!

Ele é profissional!

Durante o passeio, aparece outro cara que curte intempéries durante a noite... Camus, o cavaleiro dourado de aquário.

O mestre de Hyoga e Isaac é convidado por Milo a chutar algumas bundas geladas até chegar em Yggdrasil. O convite é respondido com um ataque congelante. Ao exigir explicações, o dono da unha mais sebosa das 12 casas é surpreendido por Surt, o Guerreiro Deus Vilão do Dia.
Surt, o vilão do Dia
Dois inimigos de uma vez, eu disse que o terreno era hostil, mas ninguém me ouve nesta merda.

Seja como for, Escorpião é nocauteado severamente por Camus e Surt, que faz a fineza de informar que agora o cavaleiro de Aquário e os guerreiros deuses estão de conchavo.
O bom e velho Pó de Diamante, sempre funciona.

Para quem não sabe, conchavo é quando há uma coalizão na intenção de fuder alguém.

Durante o dia, Aioria, Mu  e Lyfia resolvem seguir por caminhos diferentes. O cavaleiro de Áries inicia uma caminhada solitária por Asgard, depois de recolher muitas informações sobre os Guerreiros Deuses e a Árvore Yggdrasil (enquanto lutava com Fafner) e também para descobrir qualquer coisa sobre a transformação da armadura dourada de Leão, durante a batalha ocorrida no primeiro episódio entre Aioria e Frodi/Dukemon.
Ash, Misty e Brock... quer dizer, Aioria, Lyfia e Mu continuam sua jornada
Antes de ir, Mu recomenda a Lyfia que "dome o Leão de tempo em tempo. Uma recomendação bastante dúbia, se me permite dizer.

Enquanto isso, Milo acorda dentro de uma caverna em algum recanto esquecido por Deus. Bastante machucado, o referido cavaleiro descobre que foi salvo durante a noite por...
... Shaka de Virgem, o cara mais próximo de Deus.

Durante uma conversa rápida, o cavaleiro dourado de Virgem conclui que não há um motivo racional para os doze dourados arrumarem confusão em Asgard. Milo, por outro lado, deseja apenas retribuir a surra bem dada que levou de Camus na noite anterior.

Em outro ponto, Mascara da Morte e Afrodite perambulam pelas feirinhas do lugar, contudo, Mascara da Morte (que agora exibe uma barbicha) puxa Afrodite para um lugar mais reservado onde eles poderiam discutir assuntos mais importantes.
Um casal improvável, no mínimo...
O cavaleiro dourado de Peixes expõe boatos da boca pequena de que há um cavaleiro dourado com armadura na forma de Leão na região. A possibilidade de encarar um guerreiro caceteiro como Aioria é algo que incomoda profundamente o cavaleiro de Câncer.

Sinceramente ,se eu tivesse o poder de luta do Câncer, eu também estaria me cagando nas calças.

No QG inimigo, Camus e Surt se perguntam onde cargas d'água foi parar o corpo de Milo, quando suas inquietações são bruscamente interrompidas por outro Guerreiro Deus, aliás, o único lutador que REALMENTE parece não precisar da Força Extra de Campo proporcionado pela Yggdrasil, é o Guerreiro Deus Sigmund...
... Opa, Sigmund errado. ESTE AQUI é o Sigmund correto.
Sigmund já chega escancarando sua desconfiança em relação ao cavaleiro dourado presente em suas instalações. Surt explica que essa desconfiança se dá por conta de Sigmund ter perdido um irmão durante outra estada dos cavaleiros de Atena em Asgard e, para a nossa surpresa, ficamos sabendo que o irmão de Sigmund nada mais é do que...
Sigfried de Doube estrela Alpha, o Guerreiro Deus mais COOL que Asgard já teve.

Camus pergunta se o ódio de Sigmund contra os cavaleiros de Atena não se estende até Surt, pois o referido Guerreiro Deus também perdeu uma irmã nas mãos de um "outro" cavaleiro de Atena. Surt responde que não guarda mágoas e que o ocorrido foi um acidente. O cavaleiro de Aquário reafirma sua promessa com Surt (que ainda é segredo para quem vê o episódio).

A conversa é novamente interrompida, dessa vez, por um soldado asgardiano genérico que relata a presença de um cavaleiro dourado tentando invadir o palácio. Camus resolve ir sozinho liquidar a fatura.

Aqui eu preciso abrir um parêntese. Lá vem história!

Vocês, Oh juventude transviada, não tem mais necessidade de acompanhar nada pela TV por conta da Tecnologia obscenamente evoluída, mas quando eu era pivete e acompanhava a saga de Seiya e seus comparsas na finada TV Manchete, ninguém ousava perder nem mesmo segundos do Anime, as ruas ficavam literalmente desertas.
As ruas do meu bairro ficavam mais ou menos assim na hora dos Cavaleiros

Quando chegamos na batalha das 12 casas, uma das maiores especulações entre a molecada era a relação de amizade entre Camus e Milo, algo que sempre ficou muito evidente entre os dois. Principalmente depois do esporro que o Milo deu no Hyoga, a autoridade do cavaleiro de ouro de Escorpião sobre o discípulo do cavaleiro de ouro de Aquário, essas coisas só evidenciavam a ligação entre ambos guerreiros dourados.

O cavaleiro de Escorpião está, novamente, judiando de soldados genéricos quando encontra o mestre de Hyoga. Durante a contenda em Asgard, inclusive, Milo argumenta se Camus estará disposto a lutar "até mesmo contra ele (Milo)", pra mim, agora ficou realmente claro que há um laço muito intimo entre esses guerreiros.
Contudo, Camus dá de ombros com tudo isso e joga seus melhores golpes contra Milo, que também não deixa barato e desce a mão com força. Surt fica impressionado com a tenacidade de Milo que ainda arranca muita energia mesmo depois da briga da noite passada.

O cosmo desprendido da feroz batalha é sentido pelos demais cavaleiros de ouro espalhados pelas terras geladas de Asgard. Escorpião não vai nada bem (Milo é o Kuririn dos dourados), o que me faz pensar se o Camus não está recebendo os benefícios de Yggdrasil. Visando desequilibrar a luta, Surt e Sigmund resolvem intervir na luta.

Porém, quando Milo de Escorpião parecia estar em uma situação bastante crítica, outro cavaleiro de ouro surge...

 ...
...
... AH, SAGA DE GÊMEOS!

Saint Seiya não tem personagens muito bem trabalhados (no que diz respeito a personalidade), mas o guerreiro da 3ª casa é bem interessante.

Sinceramente, não dá pra expressar o que senti quando vi o cavaleiro de Gêmeos pronto pra descer a pancada nos guerreiros deuses, portanto, deixarei uma imagem que reflete bem o sentimento geral de quem acompanhou o momento.
Sim, foi por aê.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
O fato da abertura do anime ser complementada com cenas do episódio anterior me deixou bastante preocupado. Essa característica eu só encontrei em animes que não andavam muito bem das pernas ou fizeram pouco sucesso entre os Otakus.

Lembra como era o encerramento da fase Hades do Saint Seiya?!

Lembra como o Naruto (tanto faz o primeiro ou o Shippuden) mudava de abertura toda vez que aparecia alguém novo?!

Pois é.

Essa minha teoria ganha alguma força a mais se você prestar atenção na qualidade da animação e como ela caiu (sensivelmente, mas caiu) do primeiro episódio pra cá. Novamente trago, como exemplo, a saga de Hades, que terminou com a animação meia boca.

Lembra da luta do Kanom contra o Radamantis?! Aquele devia ser o arranca rabo mais épico do anime.

Devia, mas não foi.

Ainda há o boato de que Soul of Gold terá apenas 13 episódios.

Fora isso, o anime está muito bom, a história está mantendo minha atenção, há algum mistério no ar e não encontrei "muitas" barbáries no roteiro, o que deixa Soul of Gold em uma boa colocação no meu conceito.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Vídeo com novas transformações de Goku e Freeza no filme Fukkatsu no F

A estréia do novo filme sobre de Dragon Ball - O Renascimento de "F"aqui no Brasil (no original se chama Fukastu no F) está marcada para o dia 18 de Junho de 2015 e podemos conferir no video abaixo, teremos não apenas a nova transformação de Goku (um Super Sayajin com Loreal Azul), mas a nova transformação de Freeza também.

Sim, o Grande Freeza.

Aquele que fode com todo mundo em Namek e que volta na Saga dos Androids e que aparece de novo pra tomar um Sal do Paikuhan e que aparece de novo no filme do Janemba e que aparece de novo no Dragon Ball GT...

Poisé, ele vai se transforma de novo... É, mais uma transformação.

A SEXTA TRANSFORMAÇÃO DO FREEZA, pelas minhas contas.

Pelo vídeo, o visual do Goku mudou um pouco (além da nova transformação, também temos roupas novas mas mantendo o padrão das cores), e, claro,  promete mais lutas.

Isso é interesasnte, pois foi uma mancada por parte dos produtores, o Battle Of Gods foi bem fraquinho neste ponto, por sinal, pois só o Beerus descendo o cacete na galera toda.  agora os Guerreiros Z também vão dar sua parcela de testosterona nas telonas... se eles terão um desempenho melhor do que contra as crias do Cell, ai é outra História.

Quem curte lê mangá, pode conferir a Página com os mangás do Dragon Ball sobre o novo filme Fukatsu no F. Até o momento de encerramento desta postagem, a página contava com 3 mangás.

terça-feira, 5 de maio de 2015

Let's Burn - Saiu o segundo episódio de Saint Seiya Soul of Gold

Youkoso!

Eu não sei quantos de vocês estão acompanhando o novo anime baseado na franquiaaté o presente momento, minhas expectativas para o desenrolar da hist visto, Café com Pipoca - Saiu o primeiro episódio de Saint Seiya Soul of Gold e dê boas risadas. Então, sem mais demoras, segue o episódio 02 do referido seriado.


E ai?! Gostou?! Não gostou?!  Conforme acordado anteriormente, vamos seguir com nossas exposições sobre como se desenrolou o anime.

LET'S BURN!

NO EPISODIO DE HOJE...
Iniciamos o segundo episódio de Soul of Gold com... ah... sim, novamente Aioria está caindo pelas tabelas. Não, ele não está biritado. Houve um arranca rabo dos diabos entre nosso Herói visivelmente mais magro e Frodi/Dukemon, o Vilão do Dia.

Aioria esta ardendo em febre e Lyfia cuida dele.

O que me faz pensar que Lyfia é azarada de nascença... Hilda estava sempre com lyfia e também arriou doente e agora Aioria.

Antes de sucumbir, descobrimos que não apenas que Aioros convoca os Dourados até a Árvore Yggdrasil, mas que há outros cavaleiros de Ouro na área.
Os 12 Cavaleiros Dourados

Lyfia resolve mostrar serviço e acolhe o Leão em sua casa segura e quentinha, mesmo sem ter qualquer comida ou bebida.

Detalhes.

Isso não impede nossa fofura de sair batendo de porta em porta pedindo comida ou bebida até cair desacordada... mas logo é auxiliada por outro dos caras bons da história.

Ah, e o seriado segue com novidades, agora temos uma ABERTURA!
E não é que a abertura é bem legal!

Sim, a história segue com Lyfia acordando com um desjejum que parece uma caneca de miojo sem o miojo, ofertada por um menino genérico da região. Logo aparece um homem que procura se inteirar dos eventos.

O garoto genérico que o homem ajudou é o único habitante que sobrou de um evento intrigante: Até pouco tempo pessoas viviam normalmente na região, mas algo ocorreu e as pessoas simplesmente evaporaram, sumiram, viraram pó.

Lyfia deduziu que isso é obra do Vilão do Dia: O guerreiro deus Fafner.
Fafner é o guerreiro deus malvado
Fafner é um cabra muito marvado, faz experiências com os habitantes do vilarejo e transforma as pessoas em estrume para adubar a grande Árvore Yggdrasil. Nessa hora, o tal homem se revela sendo Mu, mais um cavaleiro de Ouro.
Mu fazendo pose para o Face
Oh, é Mu, o cavaleiro de Ouro do Bode!

Enquanto isso, em outro ponto de Asgard, encontramos Aldebaran de Touro, nosso representante entre a elite dos cavaleiros de Atena. O cavaleiro tupinikin entra em algo que lembra o Coliseu, só que no meio do gelo de Asgard e encontra Dohko, o Cavaleiro de Ouro de Libra descendo a bifa em soldados genéricos.

Provavelmente os mesmos que apanharam do Aioria na noite anterior. Na verdade, eles são tão genéricos que eu não duvidaria que fossem todos primos.

 Enquanto tomam um cascarobil, os cavaleiros dourados discutem o que poderia ter ocorrido no Espaço e Tempo para eles estarem ali, naquele fim de mundo, completamente frustrados ou confusos, enquanto Hades tenta fuder com a vida de todos os habitantes da Terra, o que deixa Aldebaran muito puto da vida.

Entre uma dose e outra, a tertúlia dos cavaleiros é interrompida por gritos de um desafiante: É Hercules de Tanngsnir, o vilão... quer dizer, outro vilão, mas com mil diabos, o episódio tem dois vilões! Nessa hora, Dohko resolve alfinetar Aldebaran, lembrando sua vergonhosa derrota contra Shido de Mizar.

Sério, você não lembra?! Segue filmagem feita por um transeunte de dentro do Santuário que viu a contenda.
Ok, ok, Shido teve ajuda de seu irmão super ultra hiper mega ultimate caceteiro, o Bado de Arcor, mas isso não torna a briga menos desleal, visto que Aldebaran faz parte da Elite dos cavaleiros de Atena e não sentiu o cosmo do cara na hora, o que lhe rendeu uma derrota vergonhosa e uma piada oportuna por parte de Dohko.
Ninguém te disse que Bullying é crime, Dohko?!
O que me faz pensar que nem Mascara da Morte, nem Afrodite, muito menos a trinca que matou o Shaka com a Exclamação de Atena na saga de Hades, mas Dohko é o maior Badass das 12 casas.

Com todo o respeito, Dohko, mas tu é um FDP!

Saindo dali, o guerreiro deus Fafner intimida alguns asgardianos soldados genéricos antes de ser interrompido por Mu, o cavaleiro de Áries... que por algum motivo que me escapou a compreensão, resolveu encarar o guerreiro deus sem seu capacete.

Isso pode ser uma desvantagem, mas não para um cavaleiro de Ouro como Mu de Áries.

Sem ligar para o óbvio e para qualquer senso estratégico, Mu resolve bater na porta do inimigo, que lança um ataque potente contra Mu, um dos cavaleiros mais poderosos já visto....
Eu disse que não era uma boa ideia lutar sem capacete

... e UAU, Mu é nocauteado violentamente!

Enquanto Mu de Áries apanha mais do que rapariga de interior, Aldebaran se prepara para acertar contas com os guerreiros deuses que o derrotaram na temporada anterior, fazendo o Touro ser vítima de Bullying entre seus companheiros de armas.
Aldebaran fazendo pose pro Face
Hercules tem uma plateia e resolve tomar a dianteira e ataca o brasileiro, que não revida, alegando que precisa saber o que xavascas ele está fazendo ali. Sem dar a mínima para o que seu adversário está falando (eu também não daria), Hercules ataca usando... duas Beyblades.

Let It Rip!

Enquanto Aldebaran e Hercules brincam de Beyblade (as ombreiras do Touro bem q parecem duas beyblades também), Mu come o pão que o diabo amassou, contudo, o sofrimento rendeu ao cavaleiro de Áries boas informações: Agora é sabido que Fafner é algo do tipo cientista louco que ergueu a Árvoer Yggdrasil usando a energia vital das pessoas de Asgard e é ela que dá a tal Força Extra de Campo aos guerreiros deuses.

Igual ao que aconteceu no Dragon Ball Z na fase Majin Boo, onde Babidi, Spopovich e o outro cara que não lembro o nome sugaram o Ki do Gohan para trazer Majin Boo.

Obtida a informação, Mu resolve chutar a bunda do inimigo, ao mesmo tempo que Aldebaran (o Yamcha dos cavaleiros) também mostra seu verdadeiro poder, sem dar chances de seu inimigo mostrar sua Fera Bit.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
A Abertura até que é bem interessante, animada e bem desenhada, maso novo visual das armaduras douradas tem uma aparencia meio Mestre Sala e Porta Bandeira.

Outra coisa precisa ser discutida: Veja a cena abaixo.
Eles conseguiram deixar o capacete da armadura de Gêmeos ainda mais ridículo.

Sério, o próprio Saga fica envergonhado de usar aquele baldão de manteiga de 15kg que Atena chama de capacete, o Kanom preferiu enfrentar o Radamantis sem armadura do que usar aquele elmo queima filme.

E perceba que nenhum dos representantes da constelação de Gemeos curte usar o tal balde na cabeça. Isso fica claro no Lost Canvas e no Next Dimension.

Fora isso? O anime tá bem legal. Próximo episódio teremos um arranca rabo entre dourados.

Claro que comentaremos aqui, então até mais!



Infográfico sobre Dragon Ball Z

Bom, depois dos últimos lançamentos sobre Dragon Ball (o filme do Beerus e agora a volta do Freeza), achei este perfil interessante onde mostra um infográfico sobre Dragon Ball.

Muito bacana, por sinal.

As informações são, mais especificamente, sobre Goku/Kakarotto e suas variações, desde pequeno e esfomeado Goku até o caceteiro e cabeludo SSJ 3. Além disso, uma "linha do tempo" com os principais inimigos (senti falta do Tao Pai Pai)  e uma arvore de relacionamentos (isso ta certo?!).

O responsável pela criação é Dan Mora, um porto-riquenho que, além dessa, é responsável por outras ilustrações super ultra hiper mega ultimate fodásticas (não apenas de Dragon Ball) de outros desenhos já conhecidos por nós, brasileiros, como é o caso do Silverhawk., Deadpool, Saint Seiya e outros.

Confira o perfil do cara, e seja feliz!