quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Mashup do Iron Man customizado com as cores do Goku

Hoje eu queria mostrar pra vocês este incrivelmente fodástico mashup do Ironman com as cores do Goku (do anime Dragon Ball). Queria poder dizer que é meu...mas não é, CLARO!

Este é o trabalho de @tom_chanth_art, um ilustrador francês FDP extremamente talentoso, tem muita arte legal e você pode conferir mais desenhos do cara em seu Instagran clicando aqui. Claro que pretendo postar mais coisas do Tom_Chanth aqui algum dia.


Este desenho do Homem de Ferro (ou Iron Man, tanto faz) customizado com as cores do uniforme da Escola da Tartaruga estão realmente demais. PORRA TA MUUITO MASSA ESSE FDP DESENHA BEM PRA CARÁI...

... Mas o Goku ainda é mais forte.

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Por que alguns animes despencam na Qualidade?!


Poisé, a Internet inteira tá caindo em cima e, claro, nós aproveitamos para criticar também... mas perceba que não é apenas crítica. Precisamos entender por que xavascas a qualidade da animação (não apenas de Dragon Ball Super, mas de animes em geral) variam de forma tão obscena.

Não é difícil achar críticas, memes, esculachos, gente rindo e apontando... o meu favorito é a abertura com um compilado das cenas toscas do episódio e o cara cantando a música do DB Kai (ou gemendo, sei lá).

E venhamos e convenhamos, ficou uma bosta mesmo... Mas será que não é exagero do povo?! Será que a Internet não tá escandalizando demais a parada?! Ficou ruim e tal, admito, mas algumas coisas devem ser levadas em consideração.

Vem comigo.

DEFENDENDO O EPISÓDIO 05 DE DRAGON BALL SUPER

A primeira coisa é que as "cenas polêmicas" são poucas (na maioria cenas de ação) e não dá pra exigir que cada frame seja uma Capela Sistina. Outra coisa, pouca gente sabe a real situação de quem trabalha com animação japonesa e não apenas no Dragon Ball, mas Hajime no Ippo e Saint Seiya - Soul of Gold também apresentam uma qualidade, no mínimo, questionável.

Pelo menos em alguns momentos e eu já havia falado disso.

Trabalhar com Orientais é bastante desgastante: Eles são extremamente obstinados e dedicados ao trabalho, um verdadeiro pesadelo Workaholic. Animes não são feitos pra divertir, mas pra gerar $$$, então rolam jornadas de trabalho exaustivas e de remuneração baixa.
Algo que não vai além de dois punhados de arroz ao dia e uma ida ao Karaokê, que é pra desestressar.

Recomendo ler Este tumblr para maiores detalhes.

Goku por diversos desenhistas que atuaram na produção de Dragon Ball Z. Eu gostei do Masahiro Shimanuki
Uma Gigante feito a Toei tem uma caralhada de equipes em vários projetos diferentes, o que explica o fato de haverem episódios cheios de adrenalina e super bem feitos, outros que parecem fruto do "talento" de um Orangotango com luvas de boxe.

E isso acontece com TODOS OS ANIMES QUE VOCÊ CONHECE, mas estamos enfatizando Dragon Ball. Se quiser uma lista de desenhistas do Dragon Ball Z recomendo este Post aqui.
Seiya por diversos desenhistas que atuaram na produção de Saint Seiya. Eu gostei do Masahiro e do Tomoko.
Se, para a Empresa, o Anime produz grana, a Produtora continua andando e, muitas vezes, fazendo aqueles embromation que matam os fãs de ansiedade (quem acompanha Naruto sabe). Mas nem sempre é assimq ue a banda toca e quando a grana não vem, ai amiguinho, a coisa fica feia e o anime sofre, e pode até encerrar de forma antecipada.

Quem for igual a mim e tiver seus 30 até 35 (anos, não centímetros) vai lembrar de casos como Shurato (Tenkū Senki Shurato no original) e Dragon Quest (fly, fly, fly...) onde o Anime definhou até ser encerrado (prosseguindo apenas no mangá). Existem, sim, meios de minimizar os gastos e dar aquela "maquiada" na qualidade da animação. O mais comum é optar por mais cenas estáticas (o que parece ser uma prioridade no Saint Seiya - Soul of Gold) ou mesmo diminuir na qualidade do desenho.

Alguns animes definham de tal forma que o famigerado Episódio 05 de DB Super parece mais uma super produção dos Studio Ghibli.


ESCULACHANDO O EPISÓDIO 05 DRAGON BALL SUPER 

Vegeta com duas mãos esquerda não rola, nem tente defender.
Pobre Vegeta, tendo duas mãos esquerda. Isso explica a sua falta de sorte.

Sério, mesmo que se aponte o curto momento onde a animação ficou comprometida, a qualidade caiu DEMAIS! Sério, isso é percebido em outros animes (antigos e novos), mas nada que chegue a tamanho despreparo.
Esse eu nem tenho vontade de fazer piada...

O Dragon Ball Absalon pode não ser a coisa mais bem feita do Mundo, devido ao padrão oferecido pela produção independente (ação, história, qualidade), me atrai mais do que o DB Super.

Outra coisa, pra que contar o que já foi contado no Battle of Gods?! Pra que reviver o Frieza?! E a porra dos SSJ de cabelo azul?! Qual a dificuldade em apresentar, de uma vez por todas, o Vegeta SSJ 3?!
Goku Super Sayajin "tropeço" nível 3
Quer dizer, tantas maneiras interessantes  de trazer de volta o bom e velho Dragon Ball...

CONCLUSÃO DOS FATOS

Como eu disse, animes são um meio rentável, comércio, a Toei não trouxe o Dragon Ball das catacumbas do esquecimento pra te deixar feliz, mas, SIM, Dragon Ball ainda gera dindin. Por isso que One Peace naõ para (pois envolve dinheiro)... e é por isso que Hunter X Hunter para (pois anda de acordo com a vontade de Yoshihiro Togashi, entenda como quiser). Deu pra entender?!

Eu prefiro acreditar que seja o caso de queda de qualidade por falha humana (se é que podemos qualificar assim) e não falta de grana mesmo, pois quero ver até onde essa história vai dar. Lembrando que o próprioDragon Ball Z tinha uns episódios cujo traço era cansado, fim de carreira.

Pra mim, o estrago que poderia ser feito na franquia já foi feito nos dois novos filmes.

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Let's Burn - Saiu o DÉCIMO episódio de Saint Seiya Soul of Gold

Yo!

Entramos na RETA FINAL de Saint Seiya - Soul of Gold... e eu não sei se isso é bom ou ruim, certamente deixará saudades.
Sim, já está deixando...
Apesar do Inimigo verdadeiro finalmente dá o ar da graça, ainda há muito o que se descobrir. O Anime mostrou-se realmente bom, apesar das lutas "marromeno" e da animação que deixa um tanto a desejar.

Não sei se você percebeu, mas, por duas vezes (pelo menos), o anime aproveitou cenas da abertura.

Enfim... no episódio anterior, a chibata comia solta em Asgard. Aioria ainda trocava tapas com Frodi/Dukemon até que aparece Lyfia e conta que, depois de uma lembrança "espontânea", descobriu que ela própria trouxe os 12 Cavaleiros de Ouro para Asgard e tal ato é considerado crime que só pode ser pago com a morte do Necromante.

Lyfia é morta por Utgard, que ainda está vivo. O assassinato de Lyfia deixa Aioria e Frody/Dukemon muito putos da vida. Frody pede para Aioria ir em frente, e este vai... agora o Leão Dourado corre atrás de Andreas para acertar as contas.

E acertar um belo soco no nariz dele também.
Agora vamos ao que interessa, nosso resumão do episódio 10!


Aioria chega até o salão gótico de Andreas e não dá ouvidos pra lenga lenga que o chefe dos Guerreiros Deuses fala e solta logo um Lightining Plasma... que levanta a maior poeira do mundo e, apesar disso, Andreas continua falando sem parar.

Dessa forma, o cavaleiro de Leão usa sua versão divina da Armadura de ouro e lança outro golpe...

Enquanto isso, Frodi/Dukemon agora luta contra Utgard e... UAU, a animação dessa luta ficou legal pacas. Acho que a Produção do Anime foi feliz em liberar mais verba pra essa briga que, apesar de curta, valeu a pena.

Utgard e Frodi/Dukemon discutem a filosofia de cada família que, de certa forma, é parecida. Enquanto a família de  Frodi protege Asgard com uma afiada espada, a família de Utgard fica nas sombras e guarda todos feito um escudo invencível.

Utgard resolve liquidar logo a fatura e usa sua técnica especial...
A coisa não ta fácil pra ninguém...
 ... que consiste, basicamente, em soltar uma cacetada de pé duro no adversário.

Depois de espantar a matilha, Frodi e Utgard voltam a trocar socos e ,num dado momento, Utgard lança seu adversário contra a parede que, ao quebrar, faz com que Frodi caia no precipício.

Puxa, fico até surpreso que ninguém tenha pensado nisso antes.

Neste momento, Frodi/Dukemon ouve o "lamento de Asgard" de que Lyfia tanto falava, agora sua convicção é maior do que nunca e ele dá um jeito de voltar ao castelo e vencer Utgard com um tremendo socão.
Super Ultra Hiper Mega Ultimate Generic Punch Attaaaaaaack!!!!

E assim acaba a luta e, também, o mistério de quem seria Utgard de Granm... o cara morre em pé e sem maiores explicações.

Espero que não fique por isso.

Enquanto isso, Aioria percebe que seu ataque não serviu de nada. Andreas fala mais um pouco e solta um genérico ataque de energia que lança Aioria longe, mas bem longe mesmo. Logo na sequência, Andreas exibe sua coleção de armaduras douradas que, agora, abastecem a tal Semente do Mal, uma bola vermelha ao fundo do salão.

A ideia de Andreas é a mesma que Tharles fez no Movie do DBZ.

Aioria percebe que além da armadura dos cavaleiros já derrotados, também está a armadura de Aioros, seu irmão, que ainda não foi visto pelos seus compadres de luta. Andreas explica que Aioros foi o primeiro a dançar, pois tentou fuder com ele e a casa caiu pro lendário cavaleiro dourado.

Não foram exatamente esses termos, mas foi o que ele quis dizer.

Assim, Andreas prepara o golpe final... mas é impedido por Mu... e depois Dohko... e depois Saga! Uau, que virada, agora as coisas vão melhorar.

Mu comenta que, se derrotarem Andreas, eles poderão parar o crescimento da Semente do capeta, dessa forma, todos os cavaleiros dourados (excetuando Aioria que é deixado de lado) concentram suas forças para atacar Andreas... que por algum motivo, não consegue usar seu Cosmo para se defender de três guerreiros dotados de força sobre humana e que se movimentam na velocidade da luz.

 Ei, Atena não priorizava uma luta honrada de um contra um?!

Enfim, Andreas descobre que tem uma flecha feita de Cosmo deixada por Aioros cravada em seu olho. O Viçlão não pensa duas vezes e arranca a tal flecha a sangue frio e, com isso, o poder obscuro de um deus asgardiano começa a tomar conta dele.

É louco?! 

É Loki!

Nossa, isso foi uma bosta.

Agora a coisa ficou séria. Os cavaleiros de Ouro apanham mais do que o Yamcha e são salvos por ninguém menos do que Shaka e sua versão divina da armadura de Ouro... que é pulverizada por um leve movimento de mão de Andreas.

Shaka explica que sua aparição foi apenas para dar tempo pros outros cavaleiros prepararem um ataque colossal...

... Oh, será o Benedito?!
Sim, só pode ser...
... EXCLAMAÇAO DE ATENA COM AS AMRDURAS DOURADAS DIVINAS FUCK YA!!!

Orgasmos multiplos!

Bom, e é isso. Aioria acorda e percebe que o Castrlo onde estavam foi desintegrado pelo poder dos tres cavaleiros. Todos acreditam que impediram que Loki tomasse i corpo de Andreas...

... De repente, Chicote de Cipo! Plantas puxam Aioria e Cia.  para o fundo da terra.

Andreas?!

Loki?!

Uma comunidade de pokemons planta bastante irritados?! Não percam o próximo episódio.

terça-feira, 18 de agosto de 2015

O NOVO CLIPE DO IRON MAIDEN É UMA VERDADEIRA HOMENAGEM À EVOLUÇÃO DOS VIDEOGAMES


FONTE ORIGINAL: PONTO DO GAME

O Iron Maiden lançou hoje o clipe do primeiro single de seu novo álbum, Book of Souls. A música se chama Speed of Light, e o clipe é uma verdadeira homenagem à evolução dos videogames!

No clipe o sempre carismático mascote da banda, Eddie, está em uma casa de fliperamas, onde passeia por um mundo virtual e visita jogos que fazem referência a games clássicos de ontem e de hoje!

Começando pelo sempre emblemático Donkey Kong e passando até por uma luta contra “A Besta” no melhor estilo Mortal Kombat, Eddie manda tão bem que consegue até dar “tela azul” na máquina!

Além das óbvias referências de games, temos também referências às capas de praticamente todos os álbuns de estúdio da banda: Powerslave, A Matter of Life and Death, The Number of the Beast, Dance of Death… o clipe é um fan service e tanto não só para quem curte games,mas principalmente para quem acompanha a banda desde os primórdios!

Bom, mas chega de papo: coloque o som no talo e clique no play aí embaixo!


E aí, conseguiu identificar todas as referências de games? E as referências às capas/temas de outros álbuns do Maiden? A gente só não achou nada do Piece of Mind no clipe, de resto, vimos elementos de praticamente todas as capas.

Speed of Light vai estar no 16º álbum de estúdio do Maiden, Book of Souls, que chega às prateleiras no dia 4 de setembro.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Lenda piauiense vira pano de fundo para jogo virtual de terror

A lenda traz a história de Crispim, que fora amaldiçocado pela mãe (Foto: Divulgação)
A lenda traz a história de Crispim, que fora amaldiçocado pela mãe (Foto: Divulgação)
Uma das lendas mais famosas do Piauí virou pano de fundo para um game The Last NightMary, A Lenda do Cabeça de Cuia. O jogo foi apresentado como Trabalho de Conclusão do Curso (TCC) de artes visuais da Universidade Federal do Piauí. O teaser saiu semana passada e em breve a produção será disponibilizada de forma gratuita para os amantes dos jogos virtuais.

Nove piauienses participaram da produção: Ruhan Bello e Danilo Carvalho na programação; Thiago Ramos como roterista; Rogério Narciso, Gillan King e Onofre Filho como artistas conceituais; Carlos Pazuzu como compositor musical.

Décio Oliveira, diretor artístico, game designer, artista de interfaces, animador e arte finalista geral dos cenários, foi quem apresentou o TCC. A ideia nasceu quando soube da possibilidade de apresentar uma obra no final da graduação.
Teaser foi divulgado semana passada e game será disponibilizado até o final de julho (Foto: Reprodução/Youtube)
Teaser foi divulgado semana passada e game será disponibilizado em breve (Foto: Reprodução/Youtube)
“Eu não queria que fosse uma obra artística comum ao conhecimento popular, como uma pintura, uma escultura, ou até mesmo uma instalação. Não é querendo desmerecer as mídias mais tradicionais, mas é que eu já havia iniciado uma monografia que tentava comprovar o game como arte através de sua interatividade imersiva”, falou.

Ao optar pela lenda do Cabeça de Cuia, Décio destacou que utilizou do gênero terror para ilustrar o tom tenebroso da história. “O gênero é talvez a melhor forma para se desenvolver tal lenda, que é tão aterradora quanto qualquer outro mito e história que muitos povos contam, sobretudo na literatura nordestina piauiense”, explicou.

O conceito e a produção da obra começou em março, quando o grupo a ideia na Global Game Jam 2015, um evento internacional e virtual que fomenta a criação de jogos através da união de pequenos ou grandes grupos de pessoas de todas as idades e em vários locais do mundo, sejam os participantes entusiastas ou veteranos.

“Dentre vários diversificadores, dois deles nos chamaram bastante atenção, o ‘folk’ [folclore] e Hyper-Local, um diversificador que sugeria algo que fosse local, mas que pudesse ser interessante para quem não fosse daquela região. E foi assim que decidimos escolher uma lenda local como embasamento para o game, mais especificamente a lenda do Cabeça de Cuia”, lembrou Décio.

Sobre a lenda
A lenda do Cabeça de Cuia traz a história de Crispim, um jovem garoto que morava nas margens do rio Parnaíba. De família muito pobre, certo dia ao chegar para o almoço, Crispim se deparou com uma sopa rala com ossos que era servida no almoço. Nesse dia ele se revoltou, e no meio da discussão com sua mãe, arremessou o osso contra ela, atingindo-a na cabeça e matando-a.
Monumento do Cabeça de Cuia (Foto: Catarina Costa/G1)
Monumento do Cabeça de Cuia no Parque Encontro
dos Rios, em Teresina(Foto: Catarina Costa/G1)
Antes de morrer, a mãe o amaldiçoou a ficar vagando no rio e também como efeito da maldição, Crispim ficou com a cabeça muito grande, no formato de uma cuia. Segundo a mãe, tudo só teria fim quando ele se relacionasse sexualmente com sete Marias virgens. Dada essa lenda, muitas garotas antigamente evitavam lavar as roupas às margens do Rio Parnaíba.

Download gratuito
The Last NightMary, A Lenda do Cabeça de Cuia deve ser disponibilizado em breve para ser baixado de forma gratuita. Segundo Décio, até o fim de julho o game já estará disponível.

“A intenção de nosso estúdio, é com certeza polir cada vez mais esta obra, para que com a ajuda de um marketing digital bem elaborado, possamos lançar o Cabeça de Cuia ao mundo. Não a toa que preparamos o game para ser internacionalizado, dando a opção para o jogador / interator escolher entre nosso idioma português ou a língua inglesa”, falou.

FONTE ORIGINAL: G1.COM

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

'League of Legends': Brasil consegue fazer torneio internacional, diz Riot

FONTE ORIGINAL: PORTAL G1.COM
Terminado o campeonato brasileiro de "League of Legends" de 2015, com a Pain Gaming se sagrando campeã no sábado (8), qual é o passo seguinte para o Brasil em termos do game online mais popular do mundo? De acordo com PH Suman, gerente de eSports da Riot Games e organizador do CBLoL, os próximos eventos não devem ser muito maiores do que o realizado no estádio do Palmeiras (precisa?). Por outro lado, ele diz acreditar que o país "está preparado para receber uma competição internacional" de 'League of Legends'". Assista ao vídeo acima.
"O Allianz Parque, ou até o Maracanãzinho, foi uma prova de que conseguimos entregar uma experiência grande e com muita qualidade", diz Suman ao G1. "Mas ainda precisávamos de mais experiência, testar mais algumas coisas. Agora já conseguimos pensar em receber competições internacionais sim. Não sei dizer se vamos, mas gostaríamos com certeza".

No sábado (8), 12 mil pessoas encheram o Allianz Parque, na Zona Oeste de São Paulo, para assistir à final entre Pain e INTZ. O evento aconteceu sem problemas, e a aura do futebol só ajudou a torcida a vibrar e gritar ainda mais. No total, 283 mil pessoas assistiram à decisão, somando também transmissões pela internet e salas de cinema. Com números tão expressivos, para onde o cenário brasileiro de "League of Legends" irá crescer ainda mais?
Cerca de 12 mil pessoas assistem a final brasileira do jogo League of Legends no estádio Allianz Parque, em São Paulo, neste sábado (8) (Foto: Leonardo Benassatto/Futura Press/Estadão Conteúdo)
Cerca de 12 mil pessoas assistem a final brasileira do jogo League of Legends no estádio Allianz Parque, em São Paulo, neste sábado (8) (Foto: Leonardo Benassatto/Futura Press/Estadão Conteúdo)
"[A final] serviu como uma experiência para entendermos até onde conseguimos ir mantendo qualidade", afirma Suman. "É isso que importa no fim. Não é ter 1 milhão de pessoas aqui dentro se elas estão tendo uma experiência meia boca. Talvez estejamos bem próximo de um limite. Não posso dizer com certeza, mas não diria que pretendemos crescer muito além disso agora. Se começa a ficar muito grande, nem todo mundo tem a mesma atenção, e gostamos de dar muita atenção aos jogadores".

Suman também comentou uma das grandes curiosidades da final. A taça do CBLoL 2015 foi a primeira levantada oficialmente dentro do novo estádio do Palmeiras, inaugurado em 2014.

"Não foi de futebol, é até engraçado", lembra. "[O evento] com certeza superou as expectativas que tínhamos. As partidas ajudaram muito. Sempre torcemos para ter cinco jogos para tentar um espetáculo maior, mas honestamente não podíamos esperar por algo melhor".

Netflix dos quadrinhos - cearenses criam serviço de streaming de HQs

FONTE ORIGINAL: TRIBUNA DO CEARÁ

Depois do mercado oferecer streaming de vídeo, música e jogos, cearenses criaram um serviço similar para as histórias em quadrinhos (HQs). Com previsão de lançamento para novembro, a plataforma de leitura de quadrinhos digitais Cosmic pretende oferecer um rico acervo de HQs que poderá ser acessado via computador, tablet ou celular por uma mensalidade módica de R$15,90.

Antes disso, em julho, o aplicativo será liberado de forma gratuita para que o internauta possa ler todos os arquivos de HQs já baixados no computador, devidamente organizados em uma biblioteca pessoal. Essa versão irá funcionar inicialmente em equipamentos com Windows e MAC.

Os idealizadores do Cosmic, George Pedrosa e Ramon Cavalcante, desejam, por meio do sistema de acesso digital, cortar os custos de impressão e distribuição que consomem boa parte da renda dos artistas brasileiros.
George Pedrosa e Ramon Cavalcante criaram o Cosmic (Fotos: Arquivo Pessoal)
“O impresso serviu de base para os quadrinhos se desenvolverem, mas queremos explorar outras possibilidades dessa linguagem. Vamos criar um suporte que abrigue os quadrinhos no digital, entenda suas necessidades e entregue as obras ao leitor com muita comodidade”, afirma Ramon Cavalcante, criador das webcomics Até o Fim do Mundo e Barafunda e um dos idealizadores da plataforma.

Novembro
De acordo com George, parcerias estão sendo fechadas com grandes empresas nacionais e internacionais da área para que na ocasião do lançamento integral do serviço, previsto para novembro, dezenas ou até centenas de títulos já estejam disponíveis.

leitor de quadrinhos do Cosmic será disponibilizado gratuitamente no site. No mesmo site, autores e editoras interessadas em participar da plataforma podem se cadastrar.

domingo, 9 de agosto de 2015

Feliz Dia dos Pais

Pensei em botar uma foto do Goku e família ou algo semelhante, mas essa daqui é bem mais engraçada.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Hadashi no Gen e a Bomba Atômica no Japão

No dia 06 de Agosto de 2015 completaram 70 anos do lançamento da Bomba Atômica na cidade de Hiroshima (Japão). O ataque contra os civis por parte dos Estados Unidos praticamente matou um incontável número de habitantes da cidade.

Terrorismo?! Pode ser... mas você não me viu dizer isso.

As Artes Visuais sempre tentaram dramatizar eventos horrendos como Guerras, Massacres, Regimes que castigavam o povão e por aí vai.  Alguns exemplos disso são Dampierre (do belga Yves Swolfs - sobre Revolução Francesa, Napoleão e a Comuna de París),Versailles no Bara (da japonesa Riyoko Ikeda - sobre Revolução Francesa - mistura personagens fictícios com pesonagens reais), Maus - A História de um Sobrevivente (do estadunidense Art Spiegelman - sobre o Holocausto, representando os grupos étnicos antropomorficamente) e são apenas alguns exemplos.

Hoje falaremos um pouco sobre um dos tantos que a Arte tenta problematizar um momento históricamente traumático: A Segunda Guerra Mundial, mais precisamente o lançamento da Bomba Atômica na cidade de Hiroshima.

HADASHI NO GEN E A SEGUNDA GUERRA MUNDIAL

Hadashi no Gen é um mangá conhecido como Gen Pés Descalços aqui no Brasil, obra do mangaká Keiji Nakazawa. Hadashi no Gen rendeu aqui no Brasil a publicação de 4 volumes do mangá pela Conrad Editora entre 2000 e 2001. Posteriormente, o Título ganhou sua versão em anime e tem no Youtube, mas coloquei o vídeo aí pra você.

 

Tanto o mangá quanto o anime contam a história de Gen, um garoto que vivia em Hiroshima com sua família, como qualquer outro garoto de sua idade na época até que sua cidade foi atingida pela bomba. Os cidadãos seguiam com suas vidas, apesar da Segunda Grande Guerra que ainda rolava e o Japão negava rendição...

...e de repente são massacrados covardemente por uma bomba.

Você pode questionar que trata-se apenas de uma visão unilateral, afinal, o mangá mostra a visão dos japoneses sofrendo,  mas a história acaba problematizando alguns dos costumes japas que são passados nas escolas como "verdades eternas" como a própria negação da rendição do Japão (nem todoso os cidadãos aceitavam isso e eram hostilizados), a própria imagem do Kamikaze (significa "Vento Divino), onde muitos não queriam morrer e eram obrigados a agir dessa forma para atingir a vitória na Guerra.

Isso sem falar nas cenas de destruição, no sofrimento das pessoas que sobreviveram ao Ataque e vivem deformadas, cadáveres explodindo por conta do acúmulo de gases (sim, isso acontece), sobreviventes em pânico, entre outras coisas.

Cena do mangá Hadashi no Gen (Gen Pés Descalços no Brasil), publicação da Editora Conrad

Hadashi no Gen é autobiográfico

A riqueza de detalhes torna a história ainda mais comovente (como se acompanhar uma criança no meio de uma guerra quimica não fosse comovente demais). Tal riqueza se dá poisKeiji Nakazawa é sobrevivente do ataque contra Hiroshima. Tudo o que Gen e sua Familia sofreram foram eventos que realmente ocorreram.

A obra de Keiji Nakazawa foi publicada em todo o Mundo

Pelo que me consta, Hadashi no Gen foi publicado em todo o Mundo, inclusive nos EUA mantendo a postura de país atingido em área Civil durante a Segunda Guerra. Um mangá certamente louvável e que merece ser lido por todos, não apenas pelo conteúdo informativo e por amantes da Cultura Pop, mas pelo conteúdo contemplativo, de que pessoas sofreram por conta dos Governantes de sua época que pagaram pra ver e colocaram a vida dos cidadãos em risco.

Recomendado pelo Tio Bazuca.

Quem é Utgard de Garm?!


Quem viu o episódio 09 de Saint Seiya Soul of Gold já viu que o anime tem muito mais mistério do que todas as franquias de Saint Seiya combinadas. Desde que comecei a postar resumos do SoG, eu falo há uma carga de mistério que dá ao anime um ar todo especial.

A própria aparição dos dourados em Asgard, em plena batalha contra Hades, a posição de Lyfia (que ganha um olhar diferente), enfim, muita coisa contribui para remodelar, de forma interessante, o que estamos acostumados a conferir nas aventuras de Seiya e seus comparsas.

Um dos maiores mistérios, que mexe muito com a cabeça dos internautas, é a identidade do Guerreiro Deus Utgard. A internet está cheia de opiniões e gente pra todo lado dando pitaco sobre quem é, de fato, o Guerreiro Deus com a máscara.

A maioria aposta em Kanom, o irmão problema do cavaleiro de Ouro Saga de Gêmeos.
Utgard seria, na verdade, Kanom tentando sacanear os Deuses de novo?!
Sinceramente, eu já havia descartado a possibilidade de que Kanom tivesse envolvimento no caso, até porque, a alegativa dos Otakus para que Utgard seja Kanom é o penteado... sequer levam em consideração a diferença da cor do olho e do cabelo.

Para algumas pessoas, isso é só um detalhe.

Contudo, os eventos ocorridos nos ultimos episódios me fizeram pensar com mais carinho no assunto. Alguém estava agindo da mesma forma que Kanom agiu com Poseidon na saga dos Marinas. A cena mostra o diálogo entre Shaka e Balder, quando vemos uma ânfora semelhante a que estava Poseidon.

Ou estava, nem sei mais.
A cena onde Shaka dá Spoiler de quem ameaça a paz em Asgard
Sinceramente eu não sei, exatamente do que se trata ou de quem é, realmente, o inimigo. Mas percebemos que a imagem ao fundo da ânfora revela o deus nórdico Loki. Se eu tivesse que apostar em algum personagem que voltou pra interferir na ordem cósmica seria...

... O Juíz Aiacos de Garuda.

Sério, olha para a imagem que inicia a postagem e olha bem pra cara do Aiacos... será o Benedito?! Lembrando que havia um Guerreiro Deus com o nome de Loki naquele OVA do Durval e o cara era o maior cuzão. Vamos esperar para ver quem será Utgard e se o tal do Loki chega a aparecer.

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Confira o trailer de DEADPOOL

Deadpool é, certamente, um personagem mais do que interessante, na verdade, eu curto bastante essa linha de "anti herói", ou seja, que hora salva a Pátria (com suas virtudes de bom moço por excelência), hora está disposto a chutar o pau da barraca sem se importar com quem será prejudicado. Ele foge do estereótipo de Heróis que estamos acostumados, se move por seus próprios interesses, não se enquadra em uma linha Maniqueista, tira onda de tudo...

...Basicamente, este é Deadpool.

HABEMOS TRAILER DO DEADPOOL?

Pra você ter uma noção de como Deadpool é Sem Noção, este vídeo é uma prévia, onde Deadpool anuncia o lançamento do trailer do seu próprio filme.

Como é o filme do Deadpool?!

O filme mostra o inicio de Deadpool (Ryan Reynolds - o cara daquele filme "marromenos" do Lanterna Verde) um ex soldado e, agora, mercenário hábil em armas de todo tipo (principalmente arma branca). Seria mais um personagem genérico (na verdade, inicialmente era para ser uma caricatura do Extermnador da DC Comics).

Mas perceba que ele tem o melhor de muitos personagens como ser um desbocado hábil em humor negro e piadas ácidas, conhecido como "O Mercenário Tagarela", o que me lembra bastante o Homem Aranha (aliás, nem todo mundo está preparado para saber da "relação" entre Homem Aranha e Deadpool), além de habilidades de cura e ser resultado do Projeto Arma X, igual ao Wolverine.

Pense no assunto: Características do Homem Aranha e do Wolverine em um único personagem "levemente" inclinado para suas próprias tendências doentias e despirocadamente destrutivas...

... ah, desculpe, ainda estou em êxtase. Curtiu?! Veja o trailer oficial e tenha orgasmos multiplos. ORGASMOS MÚLTIPLOS!!!

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Let's BURN - Saiu o Nono episódio de Saint Seiya Soul of Gold

Sim, as coisas em Asgard estão muito, mas muito tensas, contudo, parece que toda a trama está próxima de chegar em um desfecho.

Saint Seiya Soul of Gold está na reta final e não há praticamente mais ninguém para impedir que a sagrada confraria dourada de Atena proporcione a Andreas o linchamento mais sanguinolento da história das batalhas.

É assim que as coisas funcionam, amiguinhos, acostume-se.
Seja como for, no episódio anterior, Shaka de Virgem mostra que realmente é o cara mais próximo de Deus e não apenas pelo seu Cosmo megalomaníaco, mas por suas incrivelmente desenvolvidas qualidades morais ao enfrentar o "deus" Balder de Hraesvelgr.

Ainda, Mascara da Morte deixou seu lado FDP carniceiro cuzão e abraçou o Amor, elevando ao máximo seu Cosmo para derrotar Fafner de Nidhogg e vingar Helena, seu amor platônico. Ah, hoje teremos Saga de Gêmeos... as lutas envolvendo o cara que ousou usurpar o trono de Atena e sacudir a poeira nas 12 Casas  sempre foram muito boas.

Lembrem da briga de Saga com Ikki? Poisé, teremos uma luta tão boa quanto?!

Veremos, Padawan.

O Guereiro Deus Sigmund toma a ofensiva usando sua espada Gram...
... e OLÉ, não serviu pra porra nenhuma!
Sigmund comenta que seus ataques são movidos pelo ódio aos guerreiros de Atena por causa da morte de Sigfried, o guerreiro deus mais legal do pedaço.

Sim, ele é mais legal até do que o Bado de Alcor ou do que o Hiyoga naquela armadura laranja.

Saindo um pouco da treta central do episódio, Dohko atinge Utgard, derrubando sua máscara, revelando o seu rosto. Ainda, o misterioso guerreiro também tem aquelas tatuagens que aparecem quando um Dourado está perto de bater as botas (aquelas que eram quase permanentes no Milo), contudo, um pouco diferentes.
Quem xavascas é Utgard?!
Com a pancada, a estátua da câmara dos mortos desmorona e (aparentemente) soterra Dohko.

Agora na Câmara dos Heróis, Aiolia ainda briga com Frody/Dukemon. Ambos mostram seus melhores golpes, até que Aioria questiona Frody/Dukemon sobre Lyfia, que tenta, sozinha, reverter a situação ruim de Asgard. Frody/Dukemon fala que sua missão é manter a paz em Asgard e servir Andreas (que observa as lutas por meio de algo tipo "tabuleiro de War demoníaco" ao algo do tipo). Agora, Frody/Dukemon mostra suas verdadeiras habilidades, usando ataques com a espada e com os punhos.

Voltando para a Câmara da Névoa, Saga fala de seus problemas com Kanom, seu irmão mais novo, que também acabou morrendo em circunstâncias parecidas. Não que isso faça qualquer diferença, afinal, sabemos muito bem o posicionamento de Saga quanto ao comportamento de Kanom.
Quem viver, verá. Mostrando seu poder, o cavaleiro de Gêmeos dispara uma rajada genérica de Cosmo...
... e os danos causados em Sigmund são bem maiores do que eu poderia imaginar.
Sério, eu não achei que Sigmund venceria, ainda mais se tratando do cavaleiro de Gêmeos, contudo, eu não esperava que Sigmund fosse transformado em farofa com um leve movimento de mãos, quer dizer, ele nem precisou da Explosão Galática pra nocautear o cara.

O Bunker onde estavam Sigmund, Sirt e Camus de Aquário era, ao que tudo indica, um inimigo bem mais digno de fazer Saga elevar seu cosmo.

Enfim, o irmão de Sigfried fica puto da vida e se deixa consumir pelas anfetaminas da sua nova Safira de Odin. Eis que aparece a armadura de Dohbe Alpha, que pertencia a Sigfried. Sigmund entende a aparição como uma ajuda, porém, Saga explica que trata-se de uma intervenção, onde Sigfried interrompe a luta para mostrar sua insatisfação com o irmão mais novo.

Quem tem envolvimento com Artes Marciais e tem irmãos no mesmo ambiente sabe que, quando se trata de irmãos, o bicho pega.
Andreas domina Sigmund por meio do Tabuleiro demoníaco do War
Ao perceber que Sigmund, ao perceber o Espírito de Sigfried naquele momento da Luta, estaria disposto a abandonar a causa de Asgard, Andreas transforma Sigmund (ou o que restou dele) em Beserker...
...Opa, Beserker errado, mas eu não achei uma foto do Sigmund quando fica cheirado, então, basta você saber que Saga consegue trazer sua Armadura Divina e, finalmente, lança seu Explosão Galática.
Saga e a versão Divina da Armadura dourada de Gêmeos
Cá entre nós, eu achei que essa briga seria bem mais interessante.
Voltando para a Câmara dos Heróis, Aioria e Frody/Dukemon ainda brigam quando Lyfia aparece e... ah, eu já tinha esquecido. Em outro momento, Lyfia recobra os sentidos e tem em sua mente, a imagem dela trazendo os 12 dourados de volta da morte. Agora, Lyfia tenta explicar a Aioria e a Frody/Dukemon todo o ocorrido, mas Andreas exige que Frody/Dukemon arranque a cabeça da moçoila usando seus próprios dentes e a pendure numa lança na frente do Palácio Valhala, conforme Leis Ancestrais de um trilhão de anos.

Sim, Andreas exige a execução sumária e imediata de uma mulher com base num entendimento antiquíssimo que sequer foi revisado. Parece até o Brasil. Enfim, Frody/Dukemon se nega e Andreas tenta fazer com ele o mesmo que foi feito com Sigmund, mas Frody/Dukemon consegue evitar.

De repente, algo atinge Lyfia e parece tirar sua vida (explicarei esse "parece" mais pra frente). É Utgard. No final do episodio, Frody/Dukemon garante a passagem livre para o cavaleiro de Leão e promete uma intensa batalha com Utgard

CONSIDERAÇÕES FINAIS
Sinceridade ou continuamos amigos?! Seja como for, o episódio foi bastante marrom (marromenos), seja pela demora em um desfecho da briga entre Aioria e Frodi/Dukemon, seja pela expectativa gerada pela hora de Sigmund entrar em campo.

Eu, pelo menos, esperava BEEEEM mais de Sigmund, ele tem a vingança ao seu lado, ele é o rebelde sem causa, ele tem a voz de quem fuma desde os 7 anos, ele é muito irado... mas decepcionou.

A animação também não teve melhoras, acho que isso acaba, no final das contas, interferindo nas batalhas, que acabam muito parecidas com animações em Flash. Vejamos se nessa reta final a coisa melhora.