segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Let's Burn - Saiu o ULTIMO EPISÓDIO de Saint Seiya Soul of Gold


Sim, amiguinhos, finalmente chegamos ao final dessa jornada que durou tão pouco, mas acabou sendo uma das coisas mais interessantes que já aconteceram...

... no que diz respeito a Saint Seiya, claro.

No episódio anterior, Aioria usa a Armadura de Odin e desce a mão no falso deus Loki, contudo, este ainda consegue se apoderar da poderosa Lança Gungnir e, com um tiro, destrói o braço da estátua de Odin e boa parte de Asgard. Ainda, os cavaleiros dourados surgem diante de um surpreso Loki, graças a uma artimanha de Afrodite, e a batalha recomeça.

Logo percebemos mais uma  inovação bastante interessante na série: Cavaleiros de Ouro misturando seus golpes e procurando a forma mais eficaz de derrotar o falso deus, contudo, não surte qualquer efeito no irmão sacana de Thor.

Loki arranca o dispositivo Draupnir das mãos de Aioria, quando os dourados percebem pétalas de sangue vindas do Céu... é Atena, que envia seu próprio sangue na forma de pétalas de rosa para seus guerreiros... o que dá novo ânimo aos nossos heróis e, agora, todos podem atingir a forma plena de suas armaduras divinas.
Atena enviando seu próprio sangue até Asgard, na forma de pétalas de rosas

A casa caiu, Loki. Banhados pelo sangue da deusa, todos os cavaleiros dourados fazem pose com suas armaduras douradas em sua versão divina....

Detalhe para a reutilização da cena do encerramento.

O falso deus tenta fugir, mas nossos heróis se transformam em esferas de Luz e vão até o Infinito, ao Cosmos e travam severa batalha, onde Loki só não apanha mais do que o próprio Seiya.

Todos usam seus golpes mais poderosos, mas Loki ainda é capaz de revidar, agora Aioria usando o dispositivo Draupnir (entregue por Mu) reserva seu mais poderoso golpe... não, não é o Photon Burst, mas é legal de qualquer forma. Porém, Loki suporta o poder e ainda continua vivo.

Viu, se fosse o Photon Burst, já tinha acabado, mas nãããããão.

Enfim, Aioria sente as orações de todos os indivíduos da Terra que querem um mundo melhor, sem deuses sacanas pra pentelhar, um mundo sem sofrimento, sem negócio de Lava-Jato, Mensalão, delação premiada e tal. Usando essa nova força e o apoio dos outros dourados, Aioria destrói o inimigo.
Todos os cavaleiros dourados confiam em Aioria
Iupi!

Agora que tudo voltou a rotina, os heróis se despedem de Asgard, dos amigos que fizeram e da lição que deixaram... e provavelmente será esquecida pela maioria das pessoas. Nossos heróis lamentam não poder ajudar mais os cavaleiros de bronze, mas uma inesperada ajuda se faz notar...
Julian Solo em rápida, porém, significativa aparição

... Caralho, é Poseidon!

O Rei dos Mares baixou no Julian Solo, despertado pelo Cosmo da batalha contra Loki. A chefia dos Marinas promete que ajudará os cavaleiros dourados enviando suas poderosas amaduras douradas para Seiya e seus comparsas.

Os Caveleiros de Bronze e as Armaduras Douradas...
Certamente o envio das armaduras douradas até os Campos Elísios será de grande ajuda e um fator diferencial na vitória de Atena nesta Guerra Santa...
... agora poucos minutos depois da chegada das Armaduras Douradas

... só que não.

Enfim, rola uma pequena despedida entre Aioria e Lyfia, onde nenhum dos dois acaba revelando o que sente um pelo outro. Lyfia termina chorando tentando articular palavras para se expressar, mas acaba vendo seu amado desaparecer para mais uma guerra.

Certamente muita gente acabou torcendo o nariz com esse encerramento, meio Amor Platônico, mas MAIS certamente do que isso, é o fato de que ALGUÉM ficou muito feliz com a inconclusão desse amor...
Loki usando a Lança Gungnir será o melhor dia da sua vida comparado a ira de uma Mulher... ainda mais a Marin

Poisé, Aioria foi bastante sensato... por isso é o meu favorito.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
Então, chegamos ao final de Saint Seiya, Soul of Gold e a sensação é de que o final, com efeito, podia ser mais elaborado. Tudo acabou muito "assim", começo, meio e fim. Sem maiores efeitos colaterais para Asgard... excetuando que a estátua de Odin foi desmembrada pelo tiro da lança Gungnir... mas, fora isso, nada de muito diferente acabou acontecendo.

Contudo, muita coisa eu consegui aproveitar desse anime. As relações entre os cavaleiros ficou bem mais sólida e o que poderia ser uma relação conturbada entre os dourados ganhou um fechamento interessantíssimo.

É sabido que muitos Dourados tinham certa "treta" entre eles (Aioros e Saga, Aioria e Shura, Mascara da Morte e os outros 11 dourados)...

Melhor diálogo entre os Dourados na resolução de suas diferenças
... mas os diálogos foram bem satisfatórios e deu desfecho a qualquer interpretação. Dentre todas as "acariações" entre os Dourados, penso que quem prestou atenção nesse ponto do Anime terá a mesma opinião: O encontro entre o Traidor público, Aioros e o Verdadeiro Traidor, Saga.

O curto diálogo mostra o arrependimento de Saga e os meios tortuosos que o cavaleiro de Gêmeos usou para buscar redenção, além do sincero perdão de Aioros deixam o momento bastante propício para a Emoção que só os Otakus podem perceber.

Poisé, gente, muita água passou por debaixo dessa ponte, mas penso que tenha chegado ao Fim, Soul of Gold terminou com gostinho de "quero mais" e repito que Soul of Gold foi a melhor coisa que poderia acontecer ao Universo Saint Seiya...

... até retomarem a continuação de Lost Canvas.

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Sandman | Nova HQ de Neil Gaiman já tem data para sair no Brasil

FONTE ORIGINAL: SITE OMELETE
------------------------------------------------------------------------------------------------

Enquanto o sexto e último número de Sandman Overture está saindo nos EUA pela DC/Vertigo na semana que vem, no Brasil a Panini começa a publicação da minissérie de Neil Gaiman e J.H. Williams III no dia 10 de outubro.

Com 56 páginas e capa dura, Sandman: Prelúdio Vol. 01 já está em pré-venda em lojas online e tem preço sugerido de R$ 21,90. Cada edição conterá duas histórias, portanto a minissérie americana em seis edições sairá no Brasil em três volumes.

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Fotografo cria cenarios realistas com brinquedos do Star Wars


Criatividade é um negócio que nem todos tem, fato, ponto final.

Quando você resolve botar a cachola pra funcionar, não tem quem segure, o Céu é o limite... mas até que aprendamos a trabalhar de forma criativa... o mundo já tem acabado e outra raça já nos teria subjugado.

Claro, não há necessidade de apontar os fatos de forma tão trágica, mas você sabe tão bem quanto eu que é por ai.








Apresentar algo criativo nem sempre envolve algo GRANDE, você pode começar fazendo coisas que você faz todos os dias como tirar fotos e curtir cultura Geek... um bom exemplo disso é Zahir Batin e suas famosas fotos com montagens de bonecos da franquia Star Wars em situações fora do habitual.









segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Let's Burn-Saiu o DÉCIMO SEGUNDO episódio de Saint Seiya-Soul of Gold

Machu véi, o episódio nº 12 está bastante tumultuado... certamente é um dos melhores (ainda prefiro o anterior), mas o que me deixa mais interessado neste anime é que AS REVIRAVOLTAS NO ENREDO NÃO PARAM!

No episódio anterior, Aioria encara o recém revivido deus Loki mesmo sem sua armadura dourada. Com a eventual ajuda de Aioros(que ainda estava vivo, escondido no Palácio Valhala com Hilda), nossos heróis descobrem não apenas que Loki reviveu os 12 cavaleiros dourados na intençao de adquirir a Lança Gungnir (com poderes que se equiparam aos de Odin), mas também descobriram que Lyfia é a verdadeira representante de Odin na Terra.

Igual como ocorre com Julian Solo e Poseidon. Assim, Aioria recebe do próprio Odin a armadura de Odin (que parece um iglu quebrado ou um cocô feitopor um daqueles gigates de gelo inimigos do Thor).

É impressão minha, ou a Armadura de Odin ficou mais legal no Aioria do que no Seiya?!

Nosso herói, de forças renovadas, toma a dianteira e desce a mão contra Loki, que fica nadefensiva. Aioros fica aos gritos apressando Aioria,o que deixaria qualquer um nervoso.

Sério, tem hora que dá vontade de pegar a Lança Gungnir e lascar nele!

No núcleo menos interessante da História, Lyfia usa o Cosmo super ultra hiper mega ultimate divino de Odin para acessorar o cavaleiro de Leão, aopasso que Frody (que não parece mais com o digimon Dukemon) enfrenta uma caralhada de Einherjar.

Aqueles soldados mortos pelo Milo de Escorpião que foram revividos.

De repente, Loki tem uma brilhante ideia: Como os cavaleiros dourados são Einherjar revividos pelo seu poder, nada melhor do que exterminá-los todos ao mesmo tempo,assim ele não terá mais impeditivos no seu caminho.

Bela tentativa, mas não rolou.

Odin explica que isso não adianta, pois Loki reviveu os cavaleiros usando Lyfia e,assim, foi a Vontade de Odin que prevaleceu no fim das contas... o que deixa Loki muito puto da vida. Nova treta entre Aioria e Loki, e, dessa vez, no exato instante em que Lyfia usa suas ultimas forças para manter o Cosmo divino de Odin operando, nosso destemido Leão lança um poderoso Lightining Plasma acetando Loki em cheio...
Confesso que tomei um baita susto nessa hora!

... fazendo o falso deus cair em cima da Lança Gungnir.

Poisé, Loki foi empalado pela própria arma, flw galera, acabou o desenho, tchau e bênção...

... SÓ QUE NÃO! O falso deus se apodera da Lança Gungnir e não perde tempo, com um único ataque, pulveriza o que sobrou do Palácio Valhala, a Yggdrasil, derruba a estátua do Odin e quase mata nossos heróis, as tudo indica que a Armadura de Odin foi destruída no processo.
Poh, a Lança Gungnir é forte pra carái!



Sigmund e Frody resolvem ajudar a população de Asgard depois da grande tragédia, Hilda também dá sua ajudinha... mas logo são interrompidos por Loki, que já derruba de cara os dois guerreiros deuses que sobraram (o que não é muito difícil para quem quer que seja).

Mas logo o Grande Vilão é interrompido por Aioria e Aioros que vestem as sagradas armaduras de Ouro, estas foram revividas pelo próprio poder de Lyfia (que impressiona pela quantidade de poder). Loki persegue nossos heróis mas acaba cercado pelos demais cavaleiros de Ouro e...
A casa caiu, Loki!

... mas heim?! Eles voltaram?! e não estavam mortos?!

Dohko explica ao aturdido Loki (e penso que você também tenha ficado) que a chave dessa reviravolta estava em Afrodite, manipulador das Rosas Diabólicas Reais. O cavaleiro de Peixes é imune a qualquer tipo de toxina ou reagente por parte de vegetais. Do mesmo jeito que ele pode controlar a Yggdrasil ainda no Hospital, enquanto enfrentava Fafner (lá no quarto episódio), Afrodite foi capaz de evitar que a Grande Árvore absorvesse totalmente os Cavaleiros Dourados, deixando todos num estado de aparente morte.

O comentário debochado de Afrodite para com Loki é impagável, valeu o episódio inteiro kkkkk
Não preciso dizer que isso deixou o falso deus colérico e, talvez, com uma certa apreensão sobre o rumo dessa luta, afinal, ninguém tenta fuder com os Cavaleiros de Ouro e sai impune.... só a própria Atena, quando mandou Seiya e os outros na batalha das 12 casas, mas isso não conta.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
Com efeito, um GRANDE EPISÓDIO! Claro, o décimo primeiro episódio teve mais ação e eu achei mais bem desenhado, mas não dá pra trazer o Shingo Araki lá do Mundo dos Mortos, então temos que atuar com as ferramentas que tempos e este também teve um traço legal.

Como eu venho dizendo desde as primeiras resenhas, o anime tem uma série de reviravoltas e mistérios que ajudam a manter o cara vibrado na história. Deuses ocultos atuando sem que os próprios heróis e vilões percebessem, personagens relativamente interessantes, além de uma oportunidade sem igual de ver a extensão de Poder dos cavaleiros dourados, principalmente daqueles mais injustiçados pelo Kurumada (poh, o Afrodite se mostrou extremamente poderoso e oportuno, praticamente repaginado), são ótimos pontos para o anime.

Se aproxima o desfecho desse anime que, apesar de curto, vai deixar saudades.

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Nintendo anuncia game de Pokémon que permite captura dos monstrinhos no Mundo Real


Sim, você sabe o que é Pokémon.

Não adianta me olhar com essa cara de "que diabéisso?!", não adianta se esquivar, negar ou partir para a agressão física. Tenho plena certeza de que você conhece nem que seja apenas um Pokémon. Sim, claro, com estes últimos games provavelmente existem mais Pokémons do que Hieróglicos e alguns pokémons são tão estranhos quanto os hieróglifos...

Enfim ,deixa quieto.

A questão é que Pokémon não é apenas uma caralhada de bichinhos fofinhos cuti cuti, nem um Game com uma tremendo senso de estratégia onde poucos conseguem acompanhar, mas mais do que tudo isso, Pokémon é uma franquia que dá dinheiro.

Muito, muito mesmo.

Pokémon já foi mascote da Seleção Japonesa de Futebol.

Pokémon já foi Game até no Google Maps no primeiro de abril.

Agora a Nintendo, de forma bastante semelhante, anuncia um Game de Pokémon com a possibilidade de interagir com o Mundo Real, ou seja, você irá caçar os bichinhos mais amados do Japão em qualquer parte do planeta.

Batizado de Pokémon Go, um game desenvolvido para Android e iOS (GRÁTIS) para 2016, terá uma temática muito semelhante ao evento do Google Maps informado acima. O sistema de geolocalização servirá como uma Pokédex, localizando os bichos por aí e você poderá capturá-los e se tornar um verdadeiro Mestre Pokémon.

Imagine só, você poderá descer do ônibus no caminho pro trabalho para achar um Pikachu, você poderá travar uma batalha com um total desconhecido na fila pagando as contas, você poderá participar de algum Evento relâmpago promovidos pela Nintendo nos momentos mais inusitados. Vai ter até pulseira conectada ao celular via bluetooth para facilitar na hora da caça.
Tenho certeza de que nem todo mundo terá coragem de sair com uma dessas pro trampo


Isso é muito interessante, pois nos aproxima das experiências vividas pelos personagens do Anime e do Mangá. Segue vídeo promocional abaixo.

Parece divertido, não?! E você, vai ter coragem de entrar nessa?! Eu já to juntando uma grana pra garantir a minha, quando sair por estas bandas... então, nos vemos numa Batalha Pokémon!

The Lion Guard - Disney lança continuação de O Rei Leão


Eu tive o prazer de ir ao cinema, enquanto pivete, para ver O Rei Leão no cinema do centro de Fortaleza... Centros de Cidade são legais e essa foi uma experiência bastante marcante.

Eu não apenas o fato de ser um pré-adolescente solto no Centro de Fortaleza (e com tudo o que ele tem a oferecer), mas toda aquela bagagem nova e fascinante da África (a música, as cores, a fauna, a flora), uma História marcante com personagens cativantes, um Vilão filho da puta convicto disso e uma Lição de Vida e que cabe diversas interpretações.

Sinceramente, naquele dia, a Disney subir muitos Níveis no meu Conceito... aí veio a Internet e me apresentou Kimba e a polêmica história do plágio.

Não demorou para o meu Ponto de Vista sobre a Disney cair de forma obscena no meu Conceito.

Independente de qualquer coisa (qualquer coisa mesmo), O Rei Leão é, inegavelmente, um grande sucesso. Seja com a figura dos Felinos  e sua forma de sociedade espiritualista residente na savana (poisé, o Leão é o rei da Savana e não da Floresta), seja com personagens secundários (alívio cômico) como Timão e Pumba. Uma notável performance como essa deveria ter uma continuação...

...O Rei Leão 3 - Hakuna Matata não é, necessariamente, uma continuação.

DISNEY ANUNCIA THE LION GUARD

Bom, o fato é que a Disney resolveu revirar o seu Baú e tirar O Rei Leão para tomar um Sol e fazer um Filme continuando a saga de Simba e o Ciclo da Vida.

Assim ganhamos "The Lion Guard: Return of Roar", que é um Sneak Peek que será exibido em Novembro pelo Disney Channel (EUA), depois uma eventual Série em 2016.

De acordo com o blog Disney Inside, a história gira em torno de Kion, caçula de Simba (sim, pequeno Gafanhoto, Simba tem outro filhote além da Kiara), que lidera um grupo de animais chamado The Lion Guard, onde inclui o texugo Bunga (voz de Joshua Rush), a garça Ono (voz de Atticus Shaffer, que é um cara muuuito estranho, pra dizer o mínimo),  a puma (ou guepardo, sei lá) Fuli (voz de Diamond White) e o hipopótamo Beshte (voz de Dusan Brown). Também percebemos a presença de Hienas (abobadas, ainda)

É tipo Harry Potter e sua nova Ordem da Fênix, só que com ataques desconcertantes de fofura.

Pra resumir a Ópera, The Lion Guard é tipo um "Episódio Zero" dessa nova série que a Disney pretende lançar em 2016. A animação está visivelmente diferente das outras animações que o Estúdio costuma lançar pelo nosso mundão, encantando todos os Povos e arrancando lágrimas e dinheiro (bota dinheiro nisso).

Resta saber que fim vai levar essa história, mas vamos aguardar o lançam,ento do filme e depois discutir o que esperar dessa Série que vai trazer de volta um dos Clássicos dos Estúdios Disney.

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Streets of Rage: Silent Hill é pancadaria e terror feito por fãs


As possibilidades que este blog me apresentam são bem interessantes. Faz tempo que quero me aprofundar no Mundo Nerd...

... bom, creio que posso apontá-lo dessa maneira, já que o termo Nerd é, atualmente, motivo de orgulho e Status.

No meu tempo não existiam tantos eventos voltados para essa fatia da população e nem existiam tantas ferramentas para atender as nossas expectativas, por isso, muitos indivíduos acabaram reprimindo seu quinhão excêntrico ou, simplesmente, levantaram a guarda e aguentaram a zoação diária.

Há 20 anos atrás era complicado formalizar publicamente seu Amor por animes (desenhos em geral), HQs, Games e etc. As chances de morrer virgem eram bem significativas.

Enfim, hoje falaremos sobre um remake de um Game do gênero Beat ’em up (aqueles games onde você desce a chibata em inimigos genéricos de um lado ao outro) que eu joguei até a exaustão (e ainda jogo) chamado Street of Rage, ou Bare Knuckes, ou Briga de Rua, como era chamado nas locadoras do meu bairro, mas era mais gostoso alugar a fita e jogar a madrugada toda.

Sim, eu preferi um Mega do que um Snes.

O referido game, que já era muuuuito bom, teve alterações por parte de fãs especializados em programação e misturaram pancada seca e gratuita com outro gênero muito bom: Terror. Assim, nasceu Street Of Rage: Silent Hill.
Pyramid Head Approves
Isso só foi possível graças a uma ferramenta que promete muito para quem tem criatividade, tempo livre e força de vontade para levar um Projeto bacana até o final (sem fins lucrativos, claro hehe): O OpenBoR (“Open Beats of Rage"), programinha criado pelos próprios caras que fizeram o Street Of Rage: Silent Hill.

O vídeo que ta lá no alto do Post te deixou curioso?! Então deixe de baitolagem e faça o download clicando aqui... e se você sempre quis iniciar um Game no estilo Briga de Rua e faltou saco pra aprender programação, clique aqui e pegue dicas essenciais de como inciar seu próprio game com o OpenBor.

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Kung-Fu Avengers - Capitão América versus Homem de Ferro

Com o lançamento do filme Os Vingadores (ainda não falei disso por aqui), além do fato de que canais no Youtube são, praticamente, uma ponte para a fama instantânea, muito material aparece por aí e foi em um destes momentos, lá estava Eu navegando pelas Internet da vida que tropeçei neste vídeo.
O canal no Youtube Beat Down Boogie fazem paródia com vários temas de Games como Mário Bros, Zelda e este aqui tem a temática dos Vingadores, usando porradaria sincera ao estilo Kung-Fu... quer dizer, o vídeo se chama Kung-Fu Avengers, então não faria muito sentido se não tivesse Kung-fu.

Eu pratiquei Kung-fu um período da minha vida e acho que as caneladas que levei na cabeça estão começando a fazer efeito.

As fantasias são legais, as coreografias remetem a uma época interessante pra quem investia madrugadas de terça na Bandeirantes vendo Força Total (não eram as madrugadas de sábado, seu pervertido), além do bom humor oportuno. Kung-Fu Avengers é interessante e vale a pena conferir.

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Aberturas de seriados são recriadas por fã no GTA V

Quem joga GTA (qualquer que seja a versão do game) já escutou qualquer comparação do referido título a violência gratuita, perversão de valores familiares, instigação ao ódio e tal... não que isso seja mentira, mas

O Youtuber Merfish criou uma série de vídeos hilários com a temática do GTA. Os melhores são as releituras de aberturas de diversos programas, dito "Para a família", que você confere alguns logo abaixo. Pô, o cara fez a abertura do seriado Um Maluco no Pedaço (Fresh Prince in Bell-Air), um clássico das tardes do SBT...

... A abertura do desenho Arthur (mó paia)...

... a abertura do seriado Family Matter (que eu não conheço)...

... até a abertura do Pokémon (a cena do Squirtle pulando no Ash ficou impagável).

Independente do Ash ter um poder de Cura tão assustador quanto o Wolverine, eu penso que a versão dele no GTA seja a mais fidedigna.

terça-feira, 1 de setembro de 2015

LET'S BURN - Saiu o DÉCIMO PRIMEIRO episódio de Saint Seiya Soul of Gold

Rápido, não temos tempo! Eu perdi o dia do lançamento do episódio, então tenho que correr. O episódio foi bastante intenso, com emoção e muitas lutas... e o melhor, FOI  O MAIS BEM DESENHADO DE TODOS!
Acho que andaram juntando uma graninha ao longo dos 10 episódios anteriores.


Agora vamos ao episódio número 11.

Vemos Aioria pelado, despencando pelo infinito e além, quando Lyfia aparece e, com um toque de mão, faz nosso herói acordar (ao melhor estilo Seiya e Saori). Sem armadura e sozinho, Aioria percebe que é o único dourado ainda vivo, as 12 armaduras douradas agora alimentam a Semente da Yggdrasil e, de repende, ficam cinza e surge o fruto DO MAL.

Parece um Jambo... o que não o torna bem menos ameaçador, eu até pensaria duas vezes em destruí-lo.

O destemido Leão levanta para tirar satisfação quando surge uma sinistra voz, vinda de uma armadura que plana diante de nosso herói. É a armadura de Loki possuída pelo referido Deus e esta diz que o Cosmo gerado pelas 12 armaduras é mais do que suficiente para amadurecer o Fruto.

Em toda Asgard, plantações vão pro brejo e o frio vem ainda mais forte, a população não sabe o que cargas d'agua aconteceu com Andreas que não impede porra nenhuma. Aioria não entende como Loki conseguiu renascer, este diz que não apenas Andreas, mas a armadura também é seu hospedeiro... o que torna Andreas descartável.

 Loki completa seu renascimento!


Isso deixaria qualquer um numa situação bastante comprometedora, mas não Aioria, não senhor! O Leão eleva seu cosmo e lasca um tremendo soco, que é defendido pelo deus que retruca lançando um poderoso raio de sua íris que atinge nosso herói...


... e UAU, que pancada! Eu penso que até mesmo o próprio Seiya seria nocauteado.

Um cosmo dourado surge ao redor de Aioria e este percebe que as armaduras douradas (ou o que restou delas) choram...isso motiva o Leão a levantar-se novamente. Loki prepara um ataque poderoso que é evitado...


...Por Aioros. O FDP não estava morto, no fim das contas e surge de modo triunfal.

Sério, gente. Para quem acompanha Saint Seiya desde o tempo da finada Rede Manchete sabe que essa parte é deveras emocionante, finalmente Aioria reencontra o seu irmão Aioros, o lendário Cavaleiro dourado de Sagitário. Aioros estava recebendo tratamento no Palácio de Valhala com Hilda, coisa que surpreende o proprio Loki.


Hilda se mete no assunto (mulher em tudo se mete) e explica aos dourados os planos diabólicos de Loki). 
O conhecimento sobre a possessão de Loki sobre Andreas, a ressureição dos dourados e, principalmente, a Lança Gungnir com poder incrivelmente destrutivo é a verdadeira ambição do deus intrometido. Ah, Hilda é atacada por zumbis guerreiros (aqueles que o Dohko cansou de bater), mas foi salva por Sigmund.

Pra quem não sabe, a Lança Gungnir é tipo a Megas Drepanon do Episódio G... aliás, não veria nenhum problema em usá-la novamente.

Voltando, a dupla dourada inicia investida contra Loki, que manda todos pro brejo facilmente. Depois, Aioros mostra o ultimo recurso contra o deus falso: o dispositivo Draupnir, capaz de prender Loki. Aioria usa essa arma ´contra Loki que sente o seu poder. Ainda, Lifya se mostra viva, e não apenas como a real representante de Odin na Terra, mas como hospedeira do deus de Asgard.

Tipo o Julian Solo com Poseidon. Issoexplica aquela expressão de peixe morto que ela tinha de vez em quando.

Lyfia... quer dizer, Odin reconhece Aioria como guerreiro valoroso e empresta sua armadura divina para auxiliá-lo na batalha contra Loki... e para a nossa surpresa, a armadura de Odin (que é bem bestinha, por sinal) se torna dourada.

CONSIDERAÇÕES FINAIS
Sem dúvida, a reta final de Soul of Gold está salvando o Anime.... não que seja ruim, mas botar os cavaleiros d eouro pra lutar com um bando de galinhas mortas é meio sem graça. Mas o desenrolar da trama está, realmente, surpreendendo, principalmente levando em consideração "profundidade" de cada vilão do anime.

Claro, não chega a ser um Hamlet, mas está bem legal.

A animação também melhorou, as lutas estão mais ágeis e tal. Nas cenas do próximo episódio não deu pra ver muita coisa, mas o pouco que vi o cara não desenha muito legal (é o mesmo que sdesenha o episodio da morte do Escorpião), vamos aguardar.