sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Ilustradora faz "Mashup" de personagens Disney e Studio Ghibli

Na internet, esse tipo de desenho é chamado de Mashup... mas o que xavascas é Mashup? O termo, pelo que pesquisei, significa "Misturar" e, ao que tudo indica, veio quando Música Eletrônica estava se engajando em todos os lugares, mas a questão é que o termo Mashup é mais relacionado com Música do que com desenhos. Falando em música, veja este Mashup de 43 temas de desenhos animados.

A proposta do Mashup se mantém nos desenhos, misturando duas propostas completamente diferentes numa única ilustração.
A ilustradora que atende no instagran como Dada publicou alguns desenhos (feitos só no lapis de cor, nada de tecnologia, só talento) onde se misturam personagens da Disney e dos Studio Ghibli.
Haku (Viagem de Chihiro) nas duas formas

Ariel e a diaba ruim Vanessa (A Pequena Sereia)


Como eu já falei antes, todo esse belo trabalho usa apenas o talento e não tem envolvida qualquer tecnologia, por isso, cada ilustração demorou cerca de 10 horas.

Se as minhas, que nem são essas coisas (e eu nem costumo pintar) já demora pacas...

Ana e sua irmã Elsa (Frozen)

Jasmine e Rajah (Aladdin)

Mononoke e Hime (Princesa Mononoke)

Tarzan e Kerchak (Tarzan)



Eu não sei vocês, mas eu sempre gostei de desenhar... mas nunca alimentei sonhos de ser um super ultra hiper mega ultimate desenhista profissional, na verdade, eu gosto de desenhar de tudo: De paisagens, passando por pessoas e quadrinhos, mangás, etc.

Até já postei alguns desenhos que fiz por aqui. Ainda, já tinha, também, postado um Mashup sem saber do que se tratava, quando postei a imagem do Homem de Ferro com as cores do Goku.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Começou a venda de ingressos para a mostra A Turma de Chaves em São Paulo

A Turma do Chaves -  Vila oficial São Paulo
Entrada da Vila mais amada do Mundo - imagem ilustrativa

A partir do dia 20 de Fevereiro de 2016, os fãs do seriado Chaves  poderão conferir a famosa entrada da Vila (onde fica o barril do Chaves) usados para gravar o referido programa, além de caricaturas dos personagens que fizeram a maior parte da sua infância valer a pena. A mostra A Turma do Chaves ficará no Memorial da América Latina (Pavilhão da Criatividade, na Praça da Sombra).


Os ingressos já podem ser comprados por um precinho até em conta no Ingresso Rápido (10 reais a inteira). Ainda, cada visitante poderá permanecer na "Vila do Chaves" por até 25 minutos.

Sim, até eu estou pensando em ir.

Pro caso de você ter perdido a exposição que rolou em setembro/15, essa é uma ótima oportunidade de reparar tamanho dano a sua vida.

SERVIÇO
A Turma do Chaves -  Vila oficial
Quando: de 20/2 a 27/3
Onde: Memorial da América Latina - Metrô Barra Funda - Pavilhão da Criatividade, na Praça da Sombra (Portões 8, 9 e 13)
Preço: R$ 10 e R$ 5 (meia)
Online: www.ingressorapido.com.br

Cyprien, Shigeru Miyamoto e o mítico Cartucho teste do Super Mário em "La Cartouche"


Vagando sem rumo pelas Internet da Vida (igual a qualquer outro indivíduo) acabei esbarrando no vídeo La Cartouche, que é bem interessante, por sinal... excetuando o uso dos estereótipos com Nerds/Geeks, e sua imagem de Eterno Virgem, de se esconder no quarto pra jogar, medroso e fracote... enfim, eu podia passar o resto do dia falando disso aqui, mas, mesmo assim,  vale a pena ver La Cartouche até o final?

Acompanhe, pequeno Padawan.

A trama de La Cartouche é boba e engraçada: Flo e Gabi são dois Nerds...  Aqui cabe uma correção: O termo melhor aplicado aqui seria seria Geek, saiba as diferenças entre Geek e Nerd.

Enfim, Eles mantém um Canal de vídeos na Internet chamado Mercado de Pulgas de Flo e Gabi (igual a tantos outros canais do Youtube que você encontra as pencas), onde eles saem garimpando jogos antigos em Bazar/Feirinhas/Bota Fora de Garagens e postam vídeos sobre o que acabam encontrando.

Um dia, garimpando em uma feirinha, Flo e Gabi acabam encontrando (meio que sem querer), encontram a primeira versão do Super Mário autografada pelo seu criador, Shigeru Miyamoto... mesmo sem saber exatamento do que se trata, eles catam o Cartucho e postam em seu Canal, abrindo espaço pra comentários.

Ao descobrirem que se trata do "Santo Graal" dos colecionadores de jogos antigos, Flo e Gabi terão sua amizade testada quando ficam entre a possibilidade de enriquecer vendendo o tal Cartucho ou de manter este tesouro cobiçado por todos os amantes de Games.

Na minha opinião, as piadas, apesar das considerações que já fiz acima, são oportunas e, de certa forma, os caras não estão mentindo (não pude deixar de lembrar de muitas pessoas em alguns momentos cômicos do vídeo), além de uma rápida discussão sobre valores interessantes como Amizade, Cobiça e o Poder da Internet.

Sim, pequeno Padawan, vale a pena conferir o vídeo até o final e dar Like sim!

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Os maiores Vilões da História - Shadowmoon

 
Cara, que luta massa do caralho! Eu sempre gostei de Kamen Rider, principalmente do Shadow Moon (Kamen Rider "cromado"). Eu já falei no primeiro Post desse ano que eu pretendo dar uma cara mais "minha" a este Blog, depois de ver o vídeo acima, decidi iniciar uma sessão APENAS sobre Vilões / Vilãs dos Games, quadrinhos, filmes, literatura, enfim ,se você curte um BadAss e quer vê-lo por aqui, mande seu e-mail.

E iniciamos muito bem, por sinal: Shadow Moon.
Eu sou o Imperador Secular e digo VÁ SE LASCAR!
QUEM ERA?! ONDE VIVE?! O QUE COME?!
Shadow Moon era o chefe do Império dos Gorgons no seriado Black Kamen Rider (Kamen Rider Black no original), lembra?!

Nobuhiko Aikizuki (nome da "forma humana" do vilão) era o irmão de criação do herói Issamu Minami (Minami Kotaro no original), o "Homem Mutante" que metia a sola nos monstros emborrachados nas tardes da finada Rede Manchete. Para quem não sabe, Kamen Rider é uma franquia  bastante promissora no Japão (para dizer o mínimo) e todo ano, desde 1971 (ano que estreou o 1º Kamen Rider lá no Japão), ainda hoje faz sucesso.

Mas os nipônicos nunca esqueceram o Black, e nem Shadow Moon.

Na verdade, Black Kamen Rider foi exibido no Japão no ano de 1987 e, mesmo assim, os caras lá ainda exaltam a qualidade da história (que tinha um clima mais sinistro), e aos personagens. Shadow Moon, ainda hoje, é tido como um dos maiores Vilões da franquia Kamen Rider.

Pra você ter uma ideia do quanto Shadow Moon é querido, quando resolveram fazer o Kamen Rider Decade ir viajar até os antigos Kamen Riders, todos quiseram ver Black e Shadow Moon novamente. Olha o que Shadow Moon fez com o viadinho do Decade.
Chagas abertas.

O CARA SE GARANTE, MESMO?!
No curricullun do cara nós temos a luta contra DOIS Kamen Riders, a morte do Monstro Baleia, a morte do guerreiro Taurus (aquele de rosa, não achei vídeo) e no final do seriado, apontou que, mesmo que o Black destrua todos do Império Gorgom, a morte de Nobuhiko tornaria sua missão um fracasso completo, afinal, como alguém que não consegue salvar o próprio irmão poderia ser um Herói responsável pela paz no Mundo?!

Esse é o tipo de vilão que Shadow Moon é.

O reclamante do título de Imperador Secular é um vilão do caralho, desce a lenha na galera e segue sua vida na maior tranquilidade. Decadas se passam e, mesmo com as repaginadas que a franquia Kamen Rider sofre, ele ainda é amado por todos...

... menos pelos gringos.
SHADOW MOON VIROU... ROBO RIDER?!
Lembra dos Power Rangers?! A Empresa Saban que, fazendo recortes de vários seriados Super Sentai e criar os lazarentos Power Rangers, ganhou verdadeiras montanhas de dinheiro (e depois perdeu todas elas com o VR Troopers), resolveu pegar o Kamen Rider RX (sequência do Black) e criou Masked Rider.

Entre várias palhaçadas que podemos imaginar (ou não), ao menos Shadow Moon aparece, mas nem mesmo ele salva o programa. Eu vou mentir pra vocês, veja um dos momentos onde Shadow Moon aparece no seriado e tire suas proprias conclusões.


Parece até que ele invadiu a Escolinha do Professor Raimundo...

A falta de criatividade dos gringos em seriados que são uma colcha de retalhos de Tokusatsus e Super Sentai é obcena, mas o que acabamos de ver é a mais pura putaria.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Trailer - O Menino e o Mundo


O longa animado O Menino e o Mundo, produzido pela Filme de Papel, é a primeira Animação brazuca latino-americana a concorrer ao Oscar e SIM, isso é muita responsa, minha Jóia. E pra você que gosta de desdenhar Produções Nacionais, só pra se ter uma ideia da responsabilidade, O Menino e o Mundo vem disputando em diversos Festivais sobre animações pelo mundo, disputando Títulos no tapa com Animações aclamadas como Divertida Mente.

 
A diferença é que O Menino e o Mundo tem um orçamento insignificante, quando comparado com animações internacionais do porte de Divertida Mente que contam com orçamentos do tamanho da Corrente de Andrômeda.

Entenda Dinheiro, muito e muito dinheiro.

CAMPANHA DE FINANCIAMENTO COLETIVO DO FILME

A necessidade de divulgação é tamanha que até uma campanha de crowdfunding (financiamento coletivo) para ajudar. Já falamos dessa possibilidade de financiamento coletivo em outras postagens, como o do game Lampião Verde e do game Water Heroes.

Por isso, te alui, divulgue como se sua vida dependesse disso!

Artista recria posters de clássicos da Disney no estilo Dark de Tim Burton

Andrew Tarusov, um artista plástico nascido em  Ribinsk (Russia), mas residente em Los Angeles (Califórnia), que trabalha há mais de 10 anos com ilustração e animação, divulgou um trabalho interessante. Uma releitura de posters dos clássicos da Disney ao melhor estilo Tim Burtom. O que rolou aqui foi a adaptação a esse estilo "trevoso".

Não que o Tim Burton tenha qualquer coisa a ver, mas que ficou massa, ah, ficou.


Nós já falamos aqui de trabalhos de fãs ou mesmo de profissionais menos conhecidos do público em geral em cima de uma "Obra" e... porra, saiu algo bem legal, as vezes até melhor do que o original.

Pode parecer algo incrivelmente relutante de se acreditar, mas eu sempre pensei que os fãs, depois de acompanhar um game, um livro, uma série ou qualquer outro periódico, acaba ganhando uma dimensão de entendimento, um vínculo afetivo que lhes permite um leque de possibilidades muito maior do que os autores originais...

... ou simplesmente existem pessoas mais criativas e menos conhecidas do que muitos Profissionais por aí, não sei ao certo.




O fato é que muitos Amadores (ou profissionais menos conhecidos) acabam criando um trabalho ainda mais primoroso do que as Obras originais, dando um novo "tchan" ao que já estava bom. Olhaí, pra você ter uma ideia, só aqui neste blog já falamos várias vezes sobre isso.

Seja recriando aberturas de seriados no GTA V, seja recriando clássicos dos Games, seja levando um clássico como Star Wars para os livros ou levando uma figura histórica para um novo público através do Mangá, ou uma cultura através dos Games, macho, é tanto exemplo... mas acho que já deu pra entender.



Nessa mesma linha, o ilustrador japonês Yoko também criou uma releitura ao estilo Dark, mas se limitou a trabalhar em cima do Frozen. Passa no Tumblr do cara e veja.

Enfim, se tu curtiu o trabalho do Tarusov (quanta intimidade), aproveita que ele não é tão desconhecido assim, basta botar "Andrew Tarusov" no Google Images que vai vir uma caralhada de coisa, ou tu pode conferir o portfolio do cara e/ou sua Fanpage no Facebook.