quinta-feira, 29 de setembro de 2016

"Hora da Aventura" será cancelado pela Cartoon Network em 2018


Interessante que, sobre Hora da Aventura, eu só falei duas vezes neste blog: A primeira foi anunciando a confirmação da 8ª temporada e, agora, o cancelameto da série.

Não que isso faça qualquer diferença ou seja algum mistério da vida, só estou comendanto.

Poisé, foi bom enquanto durou, mas o Cartoon Network anunciou que sua série Hora da Aventura (Adventure Time no original), apesar de todo o sucesso obsceno, está com seus dias contados...

... para os imediatistas de plantão (o que não é o meu caso). A série animada está programada para acabar em 2018, quando da chegada de sua 9ª temporada.

As aventuras de Finn e Jake estão com cancelamento programado para 2018
A criação de Pendleton Ward ainda terá mais duas temporadas e será cancelada nos Estados Unidos. Atualmente, Hora da Aventura está na 7ª temporada exibida na Cartoon Network, mas também tem temporadas disponiveis no Netflix, contando com cerca de 246 episódios, ainda haverão alguns episódios especiais antes do cancelamento.

Mangá Blade of the Immortal ganhará filme em Live Action

O mangá Blade - A Lâmina do Imortal (nome original é Mugen no Juunin) chegou no Brasil pela Conrad Editora (que trouxe Gen Pés Descalços que já falamos aqui), mas, atualmente, encontra-se na Editora JBC (a mesma que vai publicar Santia Sho). Publicado em 1993 lá no Japão pela Afternoon, da Kodansha (conhecida, entre outros, por Oh My Goddess!, Cardcaptor Sakura e Shingeki no Kyoujin).

O Estudio Bee Train ainda lançou, em 2008, um Anime sobre a trajetória do ronin e a pequena guerreira Rin, acho que foi coisa de 13 episódios, porém, quem acompanhou tudo isso, ficou bastante inquieto com a história, além do personagem em si.


O mangá de Hiroaki Samura foi publicado no Japão na Afternoon, da Kodansha, a partir de 1993 e teve seu último capítulo lançado em fevereiro de 2013, contabilizando 219 capítulos e 30 volumes encadernados. A série ainda ganhou um anime em 2008 pelo estúdio Bee Train.

Quer dizer, Manji é um Ronin sanguinário e hábil manejador de várias armas brancas, tem um verme colocado dentro de seu corpo por uma monga (ao salvá-lo da morte certa) e, assim, ganha a Imortalidade ( situação que permite ao mangaká Hiroaki Samura a liberdade de desmembrar Manji violentamente sempre que possível). Ainda, temos a impetuosa e criativa guerreira Rin, que luta pela maniqueista vingança pela morte de seus Pais (que depois Ela descobre que as coisas não são tão simples assim).

Agora, Manji deseja perder a imortalidade (não é o fato de ser imortal que isso não cause dor) e, para tanto, a tal da monja propos que Manji mate 100 criminosos. Assim, ela topa tirar o tal do verme que o mantém vivo.  Segue abaixo um vídeo do primeiro episódio da adaptação para anime.


Mais do que isso, só vivendo de Spoilers. Mas não foi pra isso que eu sentei aqui e digitei essa caralhada de coisa, não Senhor.


Blade - A Lâmina do Imortal terá uma adaptação em Live Action, programada para sair no Japão no feriado da Golden Week (final de abril ao início de maio) de 2017. Pra quem não sabe, o Golden Week é uma sequência de feriados e um final de semana, tipo o que acontece aqui na Semana Santa ou Carnaval, com vários dias de folga.

Voltando ao que interessa, a produção do filme tem locações em Kyoto, ou Quioto (também chamada de "Cidade dos Samurais"), de novembro do ano passado até o início de janeiro deste ano. Pelo que andei apurando nas Internet da vida, o ator cotado para viver o guerreiro Manji será Takuya Kimura (ator e cantor do grupo SMAP - Sports Music Assemble People).


Se você pode conferir o trabalho do cara em Uchuu senkan Yamato (o bom e velho Patrulha Estelar, a adaptação do anime em 2010).

Transformar um Anime em Live Action não é algo tão dificil assim e também não é nenhuma novidade (apesar de muita gente torcer o nariz diante da adaptação), há sites com listas de adaptações em live-action de Animes.

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

O mangá 16 de Dragon Ball Super conta a luta entre Mirai Trunks e Dabura



Sim, a tradução do mangá nº. 16 do Dragon Ball Super saiu e turbinou ainda mais a história. Na verdade, estou pensando seriamente em discutir, aqui no Blog, TODOS os mangás do Dragon Ball Super, visto que estes são BEEEEEM diferentes do Anime (muitas vezes, até melhores).

E NÃO, não vou por aqui o mangá pra Download, se quiser, dá um pulinho no site do Kami Sama Explorer e no grupo de Dragon Ball Super no facebook. Sem mais delongas (seja lá o que isso for), vamos ao mangá!

Logo de cara, já temos Trunks usando a Espada Z e usando aquelas roupas de gosto duvidoso dos Kaios num intenso treinamento no Planeta Supremo. Nosso herói, sem precisar se transformar, domina plenamente os movimentos com aquela espada que pesa feito aquela tia chata e mal comida do seu trabalho. 

Aposto que você lembrou de alguém.

Enfim, Kaioshin e Kibito rasgam seda pro Trunks da mesma forma como ocorreu com Gohan...O que me faz pensar se a Espada Z é realmente tão difícil usar. Falando nisso, preciso comentar algo: Diferente do treinamento do Gohan no Planeta Supremo (Saga Majin Boo), aqui (Saga Goku Black), a ideia de cortar um bloco do metal mais resistente do Universo não é Goku, mas o próprio Kaioshin...

...Porém, se você rever a história, quem tem tal ideia de girico é, sim, o Kaioshin. Goku apenas instiga inicialmente testando a lamina da espada com uma rocha gigante.


Mas foi só um desengasgo, vamos em frente.

O teste é interrompido com a chegada de Babidi na Terra e, num virar de páginas, Kibito e Kaioshin estão mais surrados do que jacaré no asfalto, a julgar pelo seu estado, Pui Pui e Yakon ofereceram certa resistência. Trunks do Futuro, mesmo transformado e usando a Espada Z, tem uma luta apertada com Dabura. Pra piorar, o capiroto de cavanhaque petrifica a Espada Z e, ainda destrói o que restou dela, teoricamente “matando” o Supremo Sr. Kaio.

Aquele velho com bigode do Hitle que treina o Gohan na saga Majin Boo.
Kaioshin tenta interferir, mas segura no meio dos peitos um ataque genérico de Ki e cai violentamente no chão. Kibito tenta ajudar, mas acaba assassinado do mesmo jeito que vimos na Linha do Tempo de Goku (poisé, não dá pra questionar, Kibito era pra morrer mesmo). Babidi pisoteia Kaioshin e versa sobre o seu reinado de terror, opressão e show das Poderosas, o que deixa Trunks tão puto da vida que o eleva ao nível 2.

Eu vejo muita gente se questionando se o Mirai Trunks já tinha o nível 2 antes disso. Eu, particularmente, penso que não, pois já vimos o quanto Trunks bota pra fuder numa luta e, certamente, já teria metido o nível 2 contra o Dabura logo de cara, se pudesse. Porém, nada o impede de ter tido um vislumbre desse Poder enquanto treinava no Planeta Supremo (normalmente, é preciso estar muito puto da vida pra ascender de nível, mas não é uma regra, afinal, Goku volta com o nível 2 na Saga Majin Boo).

Lembra que o Gohan alcançou o Super Sayajin 2 lá no Salão do Tempo (Saga Cell)?
No anime, o Dabura do futuro é obscenamente maior do que Mirai Trunks
Enfim, Dabura apanha mais do que o Seu Madruga. Então Dabura pega uma lança (eu nem lembrava mais que ele tinha essa ruma de arma), ai o Kaioshin se sacrifica usando aquele poderzinho de paralizar o inimigo, dando oportunidade para um super ultra hiper mega ultimate ataque de Trunks, que mata Dabura, Babidi e a porra toda. Kaioshin também morre no processo.

Sua morte não é tão sentida, pois Black logo aparece, observa a luta de longe e revela que TODOS os deuses da Destruição morreram.

Logo na sequência, no Universo 10, temos uma luta super interessante, movimentada e cheia de estilo entre Kibito e Zamasu (algo bem no estilo Wong Fei Hung) e, pra nossa surpresa, Zamasu já manda aquela mão de faca Ginsu 2000 no lombo de Kibito, mas é salvo por Gowasu, que finaliza a luta e impede que Kibito vá novamente pro saco.

Sério, o cara morre no passado, morre no futuro, morre no presente... Enquanto Kibito estiver exposto a uma luta, sua morte é inevitável. Eu voltaria pra Fusão o quanto antes, se estivesse no lugar dele.

O mangá termina com Zamasu e Gowasu observando os humanóides do planeta Babari (do mesmo jeito que acompanhamos um The Sims) e aprendendo sobre os Aneis do Tempo.

Ufa, foi uma postagem bastante longa e eu vo-lo digo: Saber que o filho de Vegeta meteu a sola em Dabura e Babidi foi algo que me deixou muito feliz, não apenas por serem inimigos fortes, mas foi uma ótima sacada usar um Evento que remonta ao velho Dragon Ball Z, de uma forma diferente.

Isso dá maior destaque a um personagem tão interessante na franquia Dragon Ball, dando a entender que ele melhorou muito desde sua ultima aparição.

E Sim, enquanto Gohan, Goku e Vegeta fornecem energia suficiente pra reviver Majin Boo, no futuro, Babidi comenta que demorou 10 anos pra reunir a mesma quantia.

Outra coisa que gostaria de discutir é que, desde a luta entre Goku Super Sayajin Azul e Trunks Super Sayajin 2 contra Zamasu e Goku Black Super Sayajin Rosé (que nome cafona), muita gente anda de mimimi pelo fato de que Trunks lutou quase em pé de igualdade com os vilões. Vale lembrar que Trunks não é um Sayajin comum, ele é uma misturada como o Gohan e, como tal, o cara fica forte muito mais rápido do que um Sayajin comum.

Além do mais, ele treinou na casa da Bulma e comeu uma semente Senzu estando próximo da morte e isso deve ter catapultado seus poderes até a casa do caralho.

Seja como for, o mangá mostra detalhes que deixam a história mais interessante de acompanhar (como descrever níveis de luta equivalentes) ou mesmo mostram eventos diferentes do anime (como a própria luta entre Mirai Trunks e Dabura no futuro). Futuramente pretendo discutir o que rola nos mangás de Dragon Ball Super, mas, por hora, vou ficando por aqui. Qualquer coisa, deixem seus comentários.

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

A HQ do Homem-Aranha no 11 de Setembro

HQ do Homem-Aranha em homenagemo 11 de Setembro
Eu fiz uma postagem sobre essa HQ do Homem-Aranha no meu outro blog, mas agora resolvi postar neste. Você pode conferir a HQ clicando aqui. Mas, porém, contudo, todavia, algumas coisas devem ser expostas.

Primeiro: Estamos em Setembro e nada melhor do que uma boa homenagem aos atingidos em um evento tão trágico, afinal, ninguém tem culpa de que os Chefes de estado mexeram com o finado Bin Ladem...

... ou não, tem tanta teoria da Conspiração que faz mais sentido do que a história oficial.

Segundo: A HQ de número 36 do cabeça de Teia (lançada mo mês seguinte ao ataque contra as Torres Gêmeas) é muito boa, tem um bom traço (John Romita Jr)e o melhor ponto desse Quadrinho é sua Ousadia: Apesar de ter uma caralhada de herói junto, nenhum deles teve condições de impedir a Tragédia.

Sim, o próprio Aranha não acredita no ocorrido.


O roteiro da história ficou com J. Michael Straczynski e mostra diversos Heróis Marvel tentando salvar a população do Atentado que derrubou o World Trade Center.

Eu já tinha colocado pra download no meu outro blog, mas foi visitando o blog do ScanManiacs (aproveitem e passem no Face dos caras) que me deu vontade de reler esta pérola dos quadrinhos... mas acabei lembrando dos diálogos forçados sobre Nacionalismo despirocante dos gringos.

Sem falar que ver o Dr. Destino chorando é muito trevoso, mesmo pra mim. Sério, nem o Steve Rogers chora, caralho, pra quê xavascas uma lágrima inventou de escorrer pelo olho do Dr. Destino? O cara tem poder de fogo o suficiente pra papocar metade do Oriente Médio com uma gozada, dizer que ele "chora pela morte de inocentes" é, no mínimo, forçar a amizade.

Eu entendo que Quadrinhos são ótimos pra estudar História e eu fiz uma postagem sobre o anime Hadashi no Gen e o ataque gringo contra Hiroshima. Será que o Dr. Destino chorou na Bomba de Hiroshima destruíndo vidas inocentes?! E no Vietnã?!

Na época, eu não lembro de nenhuma discussão tão séria sobre o assunto usando a Arte (filmes sobre o 11 de Setembro vieram bem depois, a HQ do Aranha saiu no mês seguinte ao atentado), mas tudo foi muito forçado nos símbolos da Nação Americana, então, fica difícil de ter uma postura menos energica diante de uma Nação "ferida" que sempre lucrou com a Guerra.

Sério, eu não discuto mais sobre isso. Sayonara, meu povo!

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Niantic estaria produzindo um Harry Potter Go!?

Jogos de realidade aumentada, apesar de parecer novidade, não são. A própria Niantic já tinha outros games desse gênero chamado Ingress, inclusive, eu jogava esse jogo antes dessa febre de Pokémon Go do caralho se espalhar pelo planeta.

Não dá mais pra ser descolado hoje em dia.

Enfim, depois desse negócio de Pokémon Go, rolou na internet um boato (bem forte, por sinal) a produção de um jogo do mesmo naipe, mas com a temática Harry Potter: O Harry Potter Go. Imagina a possibilidade de um aplicativo de realidade aumentada com tudo o que propõe o Universo do menino bruxo?!

É isso que promete Harry Potter Go?!


Só que não!

A bagunça começou quando saiu, nas Internet da vida, uma suposta entrevista com um cidadão chamado Marcus Figueroa (possivelmente algum "executivo" genérico da Niantic), onde foi informado que um aplicativo (nos moldes de Pokémon Go) sobre o bruxo mais querido do planeta estaria em negociação.

Sim, a coisa ficou séria e os fãs ficaram super elétricos com essa notícia, pra você ter uma ideia, até uma Petição foi feita exigindo a produção do jogo.

Até vídeo fizeram, segura ai!

Acontece que é praticamente certo de que se trate de um boato. Eu sei que existe outro aplicativo voltado para esse fim (realidade aumentada em ambiente Fantástico, com bruxos, animais mágicos e porções), mas isso fica pra outra postagem.

Pokémon Go libera um Lapras em Tóquio e Polícia é acionada


A Niantic Labs (desenvolvedora do game Pokémon Go) liberou um Lapras na região de Odaiba (Tóquio). O que ocasionou um tumulto muito grande de fãs tentando capturar o tal do pokémon raro.

Saca só a bagunça que o Lapras fez lá na terra do sol nascente.

Mas vale ressaltar que não é apenas a questão do tumulto generalizado (parece até que eles estão fugindo de um Tsunami). Perceba que toda e qualquer norma de segurança foi rejeitada. O fluxo de trânsito foi completamente comprometido.

Polícia controlando a situação lá no Japão - Foto site Kotaku (https://i.kinja-img.com/gawker-media/image/upload/daef7rnvd3oghyzwf4qn.png)

Na verdade,  a Polícia precisou ser acionada para controlar a multidão, ainda, a Niantic foi contactada pela polícia e foi solicitado que o Evento fosse realocado para um local mais seguro.

Interessante notar que trata-se de uma bagunça no Japão, olha como a coisa é, apesar dos pesares, bastante organizada... quer dizer, é um Lapras, porra, claro que a putaria vai se instalar na região, mas os japoneses são outro nível.

Não é como se fosse o trânsito na Índia.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Pokémon Go Plus será lançado ainda em Setembro

Aqui mesmo no Café com Pipoca já falamos sobre o Pokémon Plus, desde o anúncio do lançamento de Pokémon Go até a divulgação do "não oficial" PokéDetector, que promete a mesma função do Pokémon Go Plus, mas com riscos de banimento do game por não se tratar de um acessório oficial.

Sim, mas agora não há mais desculpas, Pokémon Go Plus está mais perto do que longe.

Segundo a Niantic (desenvolvedora do Pokémon Go), o acessório promete evitar longos períodos de tempo com seu celular exposto ,dando bandeira e tal, alertando o Caçador de Pokémons da proximidade de pokémons selvagens ou de PokéStops. Claro que isso inclui mais funcionalidade ao jogo e isso quer dizer que você precisa, primeiro, saber se seu aparelho de celular suporta o Pokémon Go Plus, afinal, ambos estarão conectados.

Segue abaixo uma lista dos aparelhos de Celular já considerados oficialmente compatíveis pela Niantic com o sistema do Pokémon Go Plus:
  • iOS Devices: iPhone 5, iPhone 5s, iPhone 5c, iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPhone 6s, iPhone 6s Plus, iPhone SE
  • Android Devices: AQUOS Xx2 mini, AQUOS Xx3 506SH, ARROWS Fit F-01H, Galaxy A8 SCV32, GALAXY Active neo SC-01H, GALAXY Note Edge, Nexus 5, Nexus 6(XT1100), Nexus 6P(Softbank), Qua phone KYV37, TORQUE G02 KYV35, Xperia Z2 SO-03F, Xperia Z3 SO-01G, Xperia Z5 Compact SO-02H
Pro caso do seu aparelho não estar nessa lista, você, que tem interesse de ter um Pokémon Go Plus, precisa se basear nas configurações mínimas, também já apontadas pela Niantic:
  • iOS: Operating System: iOS 8 - 9
    Models: iPhone 5/ 5s/ 5c / SE / 6 /6s/6 Plus /6s Plus
  • Android: Operating System: Android 4.4 - 6.0
    Requisitions 2GB de RAM, Bluetooth Smart (Bluetooth ver. 4.0 ou superior)
Será que você se enquadra nas especificações?! Pra quem não se segura nas calças, o lançamento oficial está previsto para o dia 16 de Setembro de 2016. Contudo, o lançamento por aqui (especificamente América do Sul) tem previsão, apenas ,para o final de 2016.

Azure Striker Gunvolt ganha novo trailer

O jogo Azure Striker Gunvolt (lançado em 2014 para Nintendo 3DS e Microsoft Windows), da mesma desenvolvedora de Mighty nº. 9 (Inti Creates)  ao ponto de não poderem trocar informações sobre seus projetos, é bem movimentado e fez muito sucesso.

Vale lembrar que ambos os jogos (Azure Striker Gunvolt e Mighty nº. 9) contam com Keijy Inafume (criador de Megaman). Basicamente, a história do game fala dos Adepts, pessoas que tem habilidades especiais e Gunvolt, um rebelde com a habilidade do Raio, precisa lutar contra uma Organização maligna.

Apesar da pouca profundidade da História, há planos para uma adaptação para Anime.

Na verdade, trata-se de um OVA (Original Video Animation - uma produção animada de curta duração, nem é um filme, mas também não é uma série). O Trailer não mostra muito de como será o OVA, mas o traço dos personagens é muito semelhante ao do game e os personagens tem uma animação de qualidade.

O lançamento tem previsão para o final de 2016.

segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Mangá do Saintia Shô programado para Outubro na JBC

 A franquia Saint Seiya é vasta e, independente das críticas ao seu conteúdo criativo (ou falta dele), ajuda nosso Titio Kurumada a viver de juros, mas é sempre muito legal ver um Anime que eu acompanhei pela finada Rede Manchete ainda produzir material interessante...

... excetuando Saint Seiya Omega, mas isso não vem ao caso agora.

Uma dessas ramificações interessantes do legado de Seiya e seus comparsas é Saintia Shô, da Mangaká Chimaki Kuori, contando com a supervisão do titio Masami Kurumada. A responsável por trazer o referido título pra cá é a Editora JBC (que fez o anúncio em Abril), com programação para Outubro/2016.

Vai forçando os bolsos, aí, macho!

Segue abaixo um vídeo da Henshin Online 90 com essa notícia ,dada pelo próprio Marcelo Del Greco (lembra da revista Herói?!), e outras notícias sobre os mangás na terra do Carnaval.



O título chega ao país no ano em que a série original comemora seus 30 anos e é uma bela maneira de comemorar, os fãs agradecem de montão. Saintia Shô se passa ainda dentro de uma das melhores sagas dos Cavaleiros (mais ou menos durante a Batalha das 12 Casas).


As "Saintias" (Cavaleiras mesmo, não confundir com as convencionais Amazonas tipo Marin e Shina) são as leais integrantes da Guarda pessoal da deusa Athena, reencarnada em Saori Kido. Além de não usarem máscaras, se igualam aos demais Cavaleiros do Zodiaco em bravura e poder, além de Armaduras que representam constelações. Quando Éris (deusa da Discórdia) surge, a guerreira Shô (cavaleira da constelação do Cavalo Menor) precisa enfrentar as temidas Dríades.

No Japão, Saintia Shô (e os demais títulos da Franquia) são publicados na Akita Shoten (além do The Lost Canvas, Next Dimension e Episódio G, também trabalha com o Gundam Seed) e, diferente do que ocorre com o The Lost Canvas, as aventuras de Shô correm de vento em popa, com cerca de 7 volumes encadernados.

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Ilustrador cria Mashup com lutas entre Heróis dos anos 80 e Heróis atuais


Cara, essa imagem aí de cima representa muito do que me atrai num desenho: Um traço muito bom, simplicidade e uma ideia ousada pra carái.

Eu adoro desenho, na verdade, foi uma das primeiras formas que encontrei pra me expressar e de relaxar também (independente da receptividade da minha família) e eu, desde pivete, sempre gostei de reuniões "improváveis", coisa que é encorajada pelo imaginário infantil: Toda criança se pergunta se o Herói tal é mais forte / mais rápido / mais teimoso / mais foda / mais pica das galáxias do que um outro Herói, e assim a imaginação das crianças percorre milhares de milhões de anos luz, sem sair do lugar.

Coisa que falta nessa molecada imediatista de hoje.


O ilustrador Kiko Mauriz trouxe o sonho de muitos fãs que viveram na década de 80: Promoveu uma luta total entre os "novos" Heróis e os "velhos" Heróis que fizeram nossa cabeça durante as transmissões da finada Rede Manchete.
Eu sempre fui muito fã dos Flashman e tenho que admitir que esse é um dos meus desenhos favoritos do Kiko

Aqui é uma luta pra Naruto nenhum botar defeito

Assim, Cybercops nunca foi muito a minha praia (apesar da ousada temática), mas isso não tira o brilhantismo da Ilustração
Antes de me detonarem nos comentários, quero dizer que quando eu digo "novos" ,quero dizer que nem todos estão familiarizados com as HQs do Homem de Ferro, Vingadores, Batman e tal, são fãs fisgados pelos Filmes de orçamento milionário e pouco acompanham os quadrinhos.

Aqui não cabe discutir o que fulano faz lutando com cicrano, aqui o que pesa mesmo é a ideia e  a qualidade do traço que torna a ideia do embate entre tais Personagens algo aceitável... quer dizer, o Jiban é infinitamente mais ágil e dotado de poder de fogo tamanho a ponto de fazer a Al-Qaeda corar de inveja, mas ele tá em pé de igualdade com o Robocop, que é tão ágil quanto um video cassete dentro da caixa.
Tenho um irmão que sempre questionou um eventual cacete entre Jiban e Robocop... pois tome!

Bom, este é um combate questionável... mas se o morcegão conseguiu descer a chibata no Super Homem...

Mashup é um gênero, na verdade vem da Música e permite misturar varias coisas. No caso dos desenhos, um Mashup é a mistura de desenhos (seja estilo, personagens, etc) diferentes numa única ilustração. Volta e meia falamos disso por aqui, se bem que neste caso, podemos entender (também né, porra) como um Crossover.


Cara, pense num encontro estranho

Os Dois personagens mais poderosos de suas respectivas franquias se estranhando, aqui pode inventar porrada viu!
E, entre todas as tretas (até mais do que a dos Flashman lá em cima), devo apontar a luta entre Homem de Ferro e o Jaspion logo abaixo.


Poisé, o que dizer dessa briga?!

Fuxicando o perfil do Kiko, ele andou se aventurando na ideia de uma eventual luta entre o Playboy cuzão e o único japonês da década de 70/80 dono de um Blackpower. Eu to pra rezar uma missa, acender umas velas e organizar uma procissão na porta da casa do Kiko, mas por favor, CONTINUA ESSA HISTÓRIA!!

Boatos de que Pokémon Sun/Moon terão versão Demo antes do lançamento oficial


Aqui, volta e meia, falamos de Games, afinal, eu sou da geração que pegou a grande luta da Nintendo (com seu simpático encanador Mário) e da Sega (com seu simpático ouriço azul Sonic), além de ver o Super Nintendo passar por cima de tudo o que você imaginava sobre jogos de luta com Street Fighter II (que até ganhou documentário).

Já falamos sobre os Pokémons de Alola, e ,para quem não está se segurando nas calças,  Pokémon Sun/Moon (3DS) ganhará uma versão demo em breve, apesar de não haver REALMENTE uma data definida.

Na última atualização do Conselho de Avaliação de Jogos sul-coreano, aparece o título “Sun Moon, Pokemon Special Trial”, o que pode ser uma versão Demo, contudo, não houve anúncio, nem da Pokémon Company, nem durante a Nintendo Direct.

Enquanto a coisa se desenrola, veja o ultimo Trailer do Pokémn Sun e Moon, que tá bem feito pra carái! Então o negócio é aguardar os pokémons e tudo o que o continente Alola tem pra oferecer, lembrando que a data de previsão ficou pra 18 de novembro de 2016.

sexta-feira, 2 de setembro de 2016

Veja o Especial Fukkatsu no F - Mirai Trunks Especial Edition

Guerreiros Z observando a transformação final de Freeza no
especial Fukkatsu no F - Mirai Trunks Especial Edition
Como informamos anteriormente, depois da exibição do Episódio nº. 54 de Dragon Ball Super, saiu a declaração de que seria exibido um especial sobre Mirai Trunks no dia 27 de Agosto de 2016, chamado Fukkatsu no F-Mirai Trunks Especial Edition.

E eu só fiquei sabendo disso depois de ver na análise do canal Kami Sama Explorer, já que eu vejo os episódios no trampo e aqui, se cochilar, o caximbo cai.  Pelo que eu apurei nas Internet da vida, este especial (a gente sabe que ele era bem aguardado) atingiu altas taxas lá na TV do Japão.

Ah, e tem sangue (pouco, mas tem), coisa rara em Dragon Ball Super.

Aliás, eu mencionei povo do Kami Sama Explorer e eles disponibilizaram o referido vídeo com legenda em Português. Eu já conheco a história e joguei tanto Game japa que não fico tão perdido vendo sem legenda.

Foi mal, chora aí quem discorda.

FUKKATSU NO F - ESPECIAL MIRAI TRUNKS

A história se passa um pouco antes de iniciar a Saga Goku Black em Dragon Ball Super. Na linha de tempo do Mirai Trunks, a Bulma ainda vive e Trunks, enquanto procura uma reserva de combustível para a Máquina do Tempo, acaba encontrando um livro com Memórias do arranca rabo de Freeza e os Guerreiros Z em Namek.

Deu até uma saudade do Band Kids, mas isso não vem ao caso.

A animação está bem da horinha e ainda dá pra acompanhar o Goku Super Sayajin descendo a mão no lombo do Freeza, quem acompanhou toda a luta percebe que pouca coisa mudou, mas a qualidade da animação, do efeito dos poderes e o traço estão gratificantes... apesar de ser "Mais do Freeza" em Dragon Ball Super, mas deixa quieto.

E NÃO, não é um novo Fukatsu no F com a participação de Mirai Trunks. Quem esperava isso, está mais confuso do que namorado de gêmeas. Como eu disse na outra postagem, trata-se de uma perspectiva do filho de Vegeta sobre a história de Freeza e não um filme novo, mas não reprovo quem pensou assim. Afinal, pouca coisa foi informada sobre o Especial (isso pode explicar tamanha audiência).

Sem falar que ainda queremos ver um especial de Trunks no Dragon Ball Super, vai que sai um especial sobre a luta do Mirai Trunks com o Dabura?! Sonhar ainda é de graça...