quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Ni No Kuni II: Revenant Kingdom ganha vídeo com gameplay e terá versão para PC



Bandai Namco anunciou nesta quinta-feira (26) que Ni No Kuni II: Revenant Kingdom terá uma versão para PC.

Mah como assim, Tio Bazuca?! Ele não foi anunciado exclusivamente pro PlayStation4 na PlayStation Experience 2016?!

Poisé, as coisas mudam, pequeno Gafanhoto.

NI NO KUNI II AGORA TEM PRA PC TAMBÉM


O RPG Ni No Kuni II foi desenvolvido pela Level-5 (estúdio japonês desenvolvedor de jogos para video-games) e, como falei logo acima, era exclusivo de PlayStation 4, assim como seu antecessor (Ni No Kuni: Wrath of the White Witch,) o foi para o PlayStation 3.

Confira o Gameplay disponibilizado pela Polygon


A HISTÓRIA DO GAME

Ni No Kuni II: Revenant Kingdom conta a história de Evan, um menino que se torna Rei em um mágico Reino. Você pode colecionar e treinar Monstros (aqui chamados Familiars) para te ajudar nessa missão, o jogo também possui um sistema de criação de Reino. A produção dos personagens não tem participação do Studio Ghibli.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Samurai Jack ganha data de estreia da nova temporada nos EUA


Ei, você, lembra quando discutimos sobre o anúncio de uma  nova imagem de um possível Novo Samurai Jack?!

O ANÚNCIO DO NOVO SAMURAI JACK

Poisé, a nova temporada de Samurai Jack finalmente ganhou data de estréia lá na terra do Tio Sam. A notícia saiu durante o Annecy Festival D’Animation na França. No site Adult Swim saiu a data de estreia das novas aventuras do samurai, previstas para o dia 11 de março.

50 ANOS DEPOIS DE SAMURAI JACK

Já discutimos isso antes, mas vai que alguém não leu... essa nova temporada se passará 50 anos depois e promete ser mais "séria" do que as temporadas anteriores (leia "Violenta, sanguinolenta e visceral", pelo menos eu espero isso) .

Ainda não há uma data de estréia por aqui. 

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Comercial de Dragon Ball Super revela "versão" de Broly para "Universe Survivor"


Muita coisa já está em discussão sobre as imagens que estão saindo sobre o Arco Sobrevivência do Universo de Dragon Ball Super. Já discutimos sobre a aparição do novo Deus da Destruição (que mais parece um Anão genérico da Terra Média) e seu "Anjo".

Agora, saiu um comercial sobre a nova temporada do anime com imagens de todos (eu disse TODOS) os Deuses da Destruição, além de seus respectivos "Anjos" dos 12 Universos que participarão do arranca rabo de proporções universais.

Sim, é pra louvar de Pé!

BROLY MULHER?!

Certamente, o que mais chamou a atenção da galera foi a tia que se transforma no Broly. Ainda não sabemos de qual Universo ela pertence ou se ela se encaixa no tipo "Super Sayajin Lendário" como o Broly ou se será um personagem só pra cobrir cota.

Seja como for, ela é a Primeira Mulher Sayajin que se transforma na franquia Dragon Ball e isso, amiguinhos, já é muita coisa.

A cena de destaque do que muitos já estão chamando de "Broly mulher" ou Namorada / Irmã / Fêmea do Broly mostra uma mulher que parece ser tomada repentinamente pelos poderes de Super Sayajin... lembrou até a transformação do Popeye, ela crescendo desordenadamente...
 
Sinto que enfrentarei, de novo, uma legião de "Brolyzetes" queimando Cruz no meu quintal, mas vamos em frente.

DEUS DA DESTRUIÇÃO PALHAÇO



Outra criatura que tomou a Cena foi o o Deus da Destruição com cara de Palhaço. Muita gente torceu o nariz nas Internet da Vida, contudo, eu achei bastante válido, afinal, o Cinema está saíndo do hipe causado pelo filme Esquadrão Suicida. E, não tem nem como negar, o tio ai foi baseado claramente no Coringa e seu anjo, da mesma forma, inspirada em Arlequina.

Outros indivíduos apareceram no comercial, mas não dá pra falar muito sobre eles. A saga Universe Survivor vai começar em Fevereiro.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Revelada imagem de novo Deus da Destruição de Dragon Ball Super

E está difícil, para os fãs órfãos de Goku Black, aguentar tanta demora pra iniciar o tão aguardado Universe Survival (também conhecido como Batalha dos 12 Universos), ainda mais depois da pegadinha do "Arco Hit".

Eu nem vou mentir que cai nessa história também, até fiz uma postagem.


NOVO ARCO UNIVERSE SURVIVAL

Enfim, Dragon Ball Super já está adentrando a essa Saga nova e muitas pessoas já estão especulando sobre as super ultra hiper mega ultimate very fucking possibilidades de novos personagens e novos arranca rabo entre eles nas batalhas.

Caso você não lembre, segue rapidamente sinopse:
De acordo com um convite enviado para Goku, Zen-Oh está começando um novo torneio de artes marciais entre todos os universos chamado de Chikara no Taikai (Torneio do Poder). É o começo da destruição universal, algo espera os vencedores e perdedores dessa disputa. O que se tornará essa feroz batalha entre a elite dos guerreiros de cada universo?
Poisé, a coisa não tá facil e todo mundo vai ter de suar a camisa e nosso planeta contará com Goku (claro), Gohan (finalmente), Kuririn (wtf?!), Piccolo (possibilidade de desmembramentos), Tenshinhan (pelo menos não é o Yamcha), Vegeta (testosterona e calvice), Majin Boo (vou te comer) e os os Adroides 17 e 18 (Lápis e Lazuli, respectivamente).

NOVO DEUS DA DESTRUIÇÃO

Saiu na Dragon Ball Park Monthly, o novo visual dos Androides 17 (com seu visual rebelde sem causa) e 18 (roupa de malhação igual a do Gohan, espero que seu desempenho seja melhor), mas, além disso,ficamos sabendo de um Novo Deus da Destruição e seu "Anjo", seu Tutor, seu Mentor, seu "Whis"...

... deu pra entender.

Aliás, esse novo Deus da Destruição parece um Anão da franquia Senhor dos Aneis. Seu Anjo tem uma cara carrancuda também e há quem diga que os próximos Deuses da Destruição tenham características físicas baseadas nas Mitologias. Nunca reparou como o Bills parece uma divindade egipcia!?

Lesado!

Apesar disso, qualquer outra informação foi divulgada (nomes, qual universo pertence, tecnicas).

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Sana Fest 2017 em Fortaleza terá Editora JBC e Henshin +


Para quem não conhece, o Sana (Super Amostra Nacional de Animes) Fest já é um evento de calendário, esperado por todos os fãs de Cultura Pop em geral daqui de Fortaleza e, para este ano, além de uma previsão de mais de 65 mil visitantes, há uma grande surpresa: O primeiro Henshin + do Nordeste.

DATAS, VALORES DO SANA FEST 2017


O Sana Fest 2017 está programado para os dias 20, 21 e 22 de Janeiro de 2017 e você já pode adquirir seu ingresso com um preço bacaninha lá no site da Bilheteria Virtual ou nos pontos de vendas (informações tiradas do Portal Sana):
  • REVISTAS E CIA (Av Pontes Vieira)
  • GRACOM (Centro e Sul)
  • NAGEM (Iguatemi, Riomar, Jóquei, Benfica, Viasul, North Shopping)
  • DOMINÁRIA (13 de maio)
  • DARKNESS (Galeria Pedro Jorge)
  • LER LIVRARIA (Shopping Parangaba, Aldeota, Pátio Dom Luis e Reserva Open Mall)
  • PITICAS (North Shopping Joquei e Via Sul)
Sobre os ingressos, serão vendidos de duas formas: Combo ou por Dia (caso você só se interesse por algumas das atrações).
  • R$ 55,00 (meia) do pacote para os três dias
  • R$ 20,00 (meia) da sexta-feira e R$ 30,00 (meia) tanto do sábado, quanto do domingo.
Se você é VIP, minha jóia, também tem Combo VIP com entrada, lounge exclusivo com guarda volumes, open bar (água, refrigerante, suco e petiscos ,nada de bebedeira) e  tirar fotos com todos os Convidados do Evento.

É mole, ou quer duro?!

O pacote deste combo pode ser adquirido para os três dias por R$250,00, somente para a Sexta-VIP por R$100,00 e Sábado ou Domingo VIP, ambos a R$120,00. Todos os ingressos da entrada VIP são valores únicos.

HENSHIN + NO SANA FEST 2017

Os mascotes do Sana - San (um estudante) e Ana (uma Elfa)
Henshin + é um evento da própria Editora JBC e será levado para dentro do Sana Fest.

O Henshin+ é um bate-papo entre os editores da JBC e os fãs de mangás, e a discussão apresenta novidades, curiosidades e detalhes sobre o processo de produção e edição dos mangás.

Sendo um sucesso em São Paulo, o Henshin + terá a presença dos editores Cassius Medauar e Marcelo Del Greco (lembra da revista Herói?!) e o gerente de marketing Edi Carlos Rodrigues.

Você pode pegar mais informações sobre isso no site da Editora JBC.

JBC Henshin+ no SanaFest 2017
  • Quando: 21 e 22 de Janeiro 
  • Horários: dia 21 – 15h às 16h40. Dia 22 – 15h às 16h40 
  • Onde: Palco principal do Art & Fest (Centro de Eventos do Ceará) 
  • Endereço: Av. Washington Soares, 999 – Edson Queiroz, Fortaleza 
  • Telefone do local: (85)9.9200.4086

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Mangá nacional "Helena" disponível na Social Comics


Poisé, mangás nacionais... mas o mangá não é um gênero de quadrinhos originalmente japa?! Como podem haver Mangás brasileiros?!

Ah, foda-se com suas questões existenciais, estou eufórico demais, temos mais um Mangá produzido com talento exclusivo de brasileiros... e mais, é uma quadrinização de uma obra literária nacional: Machadão!

Ainda, em eventos como Silent Mangá Audition (evento de calendário lá no Japão feito pra reconhecer novos talentos do Mangá), sempre existem brasileiros no mais alto posto dos vencedores e seu talento é reconhecido pelos próprios japoneses.

Enfim, acho que já me fiz entender e não preciso dizer todos os palavrões que eu conheço.

O MANGÁ HELENA NA PLATAFORMA SOCIAL COMICS

O mangá Helena foi produzido pelo Studio Seasons. e publicado pela NewPop e trata-se de uma adaptação de obra homônima de Machado de Assis. 

Foi anunciado seu lançamento na plataforma de streaming de quadrinhos Social Comics. O traço é muito bom e não apenas isso, mas a ambientação da História (um mangá "de época") ajudam a fazer comparações com mangás tipo Versailles no Bara.

O que é muito bom, se me perguntarem.

E SIM, eu admito que não li nenhum dos dois, mas pelo que pude perceber de quem leu, há uma tamanha fidelidade na história original.
E se alguém quiser me mandar uma edição de Helena para mim, eu agradeço.

O QUE É SOCIAL COMICS?


A NewPop já havia anunciado, em Dezembro/16, que seus títulos nacionais seriam lançados dessa forma. Hansel & Gretel foi logo e, agora, Helena. Ainda falta lançar no streaming o mangá nacional Zucker (dos mesmos caras que fizeram Helena). 

A plataforma Social Comics foi criado em 2015, mantendo uma mensalidade de R$ 19,90. Você se cadastra e tem acesso a mais de 1000 histórias em quadrinhos em formato digital, podendo ler quantas quiser. Tipo um Netflix nacional dos quadrinhos.

Agora deixa de ser fuleragi e corre lá pra comprar!

A HISTÓRIA DO LIVRO HELENA (MACHADO DE ASSIS)

No Brasil de 1850, o Conselheiro Vale morre e revela em seu testamento a existência de uma filha ilegítima: Helena. Essa jovem encantadora e possuidora de um segredo entrará na propriedade do Conselheiro e na vida de seu meio-irmão Estácio, mudando-a para sempre.

A história nos fala de dilemas familiares e costumes sociais do período pré-república, numa sociedade onde a ilegitimidade carregava consigo um aspecto negativo e as pessoas eram classificadas por suas origens.

A POLÊMICA COM A NOVELA ALÉM DO TEMPO

Eu não sou nenhum noveleiro, mas como todo bom Ser Humano, adoro uma fofoca.

Eu já tinha ouvido falar dessa história do uso invedido das imagens de um mangá na novela global Além do Tempo, uma novela de temática Espírita, onde um dos personagens chamado Matheus (que tem mediunidade e um puta talento pra desenhar mangá)
mostra desenhos com indivíduos com roupas de época. Veja a cena clicando aqui.

A questão é que o tal desenho mostrado na novela são do mangá Helena e ,pelo que tudo indica, não foi solicitada permissão para o uso do material e o pessoal do Studio Season lança nota de repudio no Facebook.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Uma visão Filosófica e Social de Boruto: Naruto the Movie

Primeiramente, feliz 2017 e que seus caprichos sejam somente seus!

É legal informar que, exatamente em janeiro de 2016 eu fiz minha primeira postagem sobre semiótica aqui no blog, com uma visão filosófica e espiritualista de Madagascar, o que deu uma cara mais "Pessoal" ao Blog e iremos mais longe.

Nas festas de final de ano, tive a oportunidade de colocar em dia alguns animes que eu queria ver, entre eles, fazia um tempo que eu tinha o filme do Boruto salvo e como o Boruto ganhará anime em 2017, resolvi fazer uma Análise dos Simbolos que encontrei em Boruto: Naruto the Movie e o que podemos aprender com eles.


INFORMAÇÕES GERAIS DE BORUTO: NARUTO THE MOVIE


A IMPORTÂNCIA DA FAMÍLIA EM NARUTO

Naruto sempre discute, por meio de seus muitos Personagens e suas histórias de Vida (não apenas os vilões, mas estes principalmente), a questão do trauma causado pela destruição de uma Família ou de Amores e como isso afeta a Vida dos personagens.

E você aí pensando que o anime era sobre Ninjas steampunk.

Agora pare e pense no assunto: Todos os vilões da franquia Naruto tiveram um trauma relacionado ao Amor ou a Família e isso (meio que) justifica sua atuação como Vilão FDP lá na frente:
  • Madara precisou lutar com seu melhor amigo para manter uma richa tradicional entre Clãs ninjas
  • Kabuto perdeu a Família e entrou cedo no Mundo Ninja como Espião e perdeu a identidade
  • Obito sempre lutou para ganhar aceitação do Mundo Ninja e viu o Amor de sua vida morrer nas mãos de seu rival, por causa desse mesmo Mundo Ninja
  • Nagato sempre viveu no meio da Guerra Ninja, perdendo amigos e família e usou seu Rinnegan para impor sua Ideologia
  • Uchiha Itachi foi forçado a se virar contra seu próprio Clã e matá-lo por completo, para evitar que este usurpasse o Poder da Vila Oculta da Folha
  • Uchiha Sasuke dispensa comentários
  • Orochimaru provavelmente perdeu os pais ainda criança e se virou sozinho (há um episódio onde Jiraya comenta que não sabe a dor de seu amigo, pois “seus pais ainda vivem”)
  • Danzou... .. bem, o Danzou seguia a filosofia de “Paz Armada”.
Aqui eu comentei de forma bem resumida, mas é bem por aí. Se você lembrou de outro ou achou algum erro, comenta lá embaixo.

Enfim, o que eu quero dizer é que Naruto sempre discute como pesa um evento traumático na hora de formar a personalidade de alguém. Poucos personagens conseguem se erguer por suas próprias forças e a Família sempre é um grande alicerçe. Isso fica muito evidente quando Naruto descobre que é filho de Minato (o Quarto Hokage) e Uzumaki Kushina (e, por consequência, descobre as origens do poderoso Clã Uzumaki). Também acontece com Sasuke quando este, finalmente, consegue um diálogo aberto com seu irmão Itachi, depois da luta contra Kabuto.

UMA CRÍTICA FILOSÓFICAEM BORUTO: NARUTO THE MOVIE

Pintura de Edipo Rei (Gustave Moreau)
Pintura de Edipo Rei (Gustave Moreau)
Da mesma forma que Naruto, Sasuke, Nagato e outros tantos, Boruto também tem sua personalidade moldada pela ausência da figura do Pai... pelo menos do Amor Paterno, já que Naruto ainda vive, mas é consumido totalmente pelo trabalho de gerenciar a Vila, por isso Boruto detesta o próprio Pai.

Poisé, FINALMENTE, Naruto é Hokage.

Aqui fica clara a referencia ao Mito de Édito... e eu enfatizo que trata-se de uma referência. Não é como se o Boruto faturasse a Hinata, mas o mote é o mesmo.

Pra quem não sabe, o mito conta que o pai de Édipo recebeu, do Oráculo de Delfos, uma profecia horrenda: Seu filho o destronaria e tomaria por esposa sua própria mãe. Sabendo disso, o cara tomou a providência que mais de 90% dos homens tomariam em seu lugar: Que se foda o pivete, eu quero é ficar bem.

O caso é que Édipo não morreu e cresceu como qualquer outro indivíduo daquele reino que detestava o Rei, pelas desgraças da cidade. Um dia, Edipo recebeu a mesma previsão de seu pai e, desconhecendo sua origem, procurou se afastar dos Pais (que eram adotivos, mas ele não sabia) e, durante uma viagem, mata o Rei (tudo sem saber que aquele era seu próprio Pai), toma a esposa do Rei considerado fraco e, sem saber, cumpre a profecia.

Daí aquela história do “Complexo de Édipo”, que é o cara que procura na Esposa (ou nas diabas que ele costuma ficar) características da própria Mãe.

O Complexo de Édipo se mostra em Boruto mostra muito quando procura saber com Sasuke (que se torna seu Mestre) as fraquezas do Pai. Sasuke, que já é macaco velho e conhece o caminho das pedras, viu logo que Boruto era uma repetição dos problemas que ele e o Jinchuriki da Kiuby já enfrentaram.

Um cara talentoso que seria moldado por traumas que não receberiam qualquer assistência é a receita certa pro próximo vilão.

AS ROUPAS DOS PERSONAGENS COMO SIMBOLOS

Falando no Naruto, a roupa laranja dele é um Símbolo dessa união: Minato era conhecido como o “Relâmpago Amarelo” e Kushina tinha um apelido “Cabelo cor de tomate”, então dessa união (amarelo e vermelho) temos o Laranja, a cor das vestes do Naruto.

Boruto também terá em suas vestes um Símbolo bastante gritante. Em um dado momento, Boturo usará a antiga jaqueta do Naruto (aquela da série clássica, azul com laranja) e a bandana ninja do Sasuke (com o símbolo de Kohona riscado). Uma evidente referência de que Boruto é o Herdeiro do aprendizado dos dois Personagens: O Pai (Naruto) e o Mestre (Sasuke).

Boruto usando a jaqueta do Pai e a bandana de Sasuke
Da mesma forma, Sasuke carrega a bandana com o símbolo riscado de Kohona e a falta do braço também servem de Simbologia, pois são marcas que ele adquiriu durante uma vida de duro aprendizado. A bandana riscada mostra seu descontrole na adolescência e o braço perdido na luta contra Naruto no "Vale do Fim" também é consequência de sua rebeldia.

Aliás, a própria destruição do Vale do Fim e a mancha de sangue deixada pelos 2 personagens é um Símbolo de que o Fim não é perpétuo, sempre há a possibilidade de reconciliação.

Claro que você não precisa ter o braço amputado pra reatar uma amizade, mas é assim que a banda toca em Kohona.

CHOQUE DE GERAÇÕES EM BORUTO: NARUTO THE MOVIE

O anime Boruto: Naruto the Movie bate bem forte nessa tecla. Manter uma Sociedade não é uma receita de bolo, então o que funcionou na época do Hashirama, não quer dizer que vai funcionar na época do Boruto. Quando havia uma Guerra Ninja, ia todo mundo pra guerra (homens, mulheres, velhos e crianças), o Clã ligava o foda-se, a chibata começa e ganha quem não perde.

Hashirama (o primeiro Hokage) lutou para fundar as Vilas Ocultas, para manter os indivíduos em segurança, além de dar-lhes algum treinamento. A geração de Naruto (fruto da geração de Hashirama) lutou para resgatar essa noção de coletividade, além de unir as Vilas Ocultas pelo Amor e pela Amizade (elas interagiam mais para brigar e pilhar do que para ajudar). Já na geração de Boruto, manteremos essa questão do trauma familiar, mas agregaremos um outro fator: O choque de intenções entre Gerações.

Já de cara temos o fator Tecnologoa, algo um tanto distante do ambiente que temos em Naruto. O aparelho capaz de selar Jutsus (me surpreendeu que o bicho sela até o Rasengan) mostra uma Juventude imediatista e questionadora dos métodos tradicionais, algo não muito diferente do que temos por aqui.

Pra que sofrer feito jumento no asfalto quente, se até um filho da  puta daquele Cientista faz um Rasengan?!

O QUESTIONAR DA TRADIÇÃO

Outra coisa que é interessante é, como já falei da crítica aos traumas familiares, o pequeno Boruto enfrenta uma realidade semelhante, apesar de seus pais estarem vivos (Naruto e Hinata), mas Naruto é igualmente ausente na vida do pimpolho por causa do trabalho.

Uma boa e oportuna crítica ao estilo japa de trabalhar até a exaustão e deixar a família de molho.

A projeção social no anime ainda é discutida quando Boruto decide não trabalhar para se tornar Hokage, algo totalmente contrário ao que aconteceu com seu pai. Boruto ainda não se conhece por completo e precisa de tempo para decidir o que quer da Vida e encontrará “seu próprio jeito Ninja”.
--------------------------------------------------------------
Poisé, espero que vocês tenham gostado, da mesma forma da outra postagem, esta ficou bem longa e cansativa, mas penso que vale a pena conferir e aproveitar essa linha de raciocínio.

Qualquer coisa, deixem comentários, abraço!