sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Netflix adaptação de Baki the Grappler


SIM SIM SIM, A Netflix quer botar a gente louco!

Enumerar todas as adaptações que o referido serviço de streaming se propõs a fazer está ficando complicado, além da notícia sobre um "possível remake" de  Saint Seiya com o título de Knights of the Zodiac: Saint Seiya, também ficamos sabendo (ainda nos anúncios da Anime Slate 2017) de outra adaptação que, particularmente, gostei bastante de saber: Baki the Grappler.

O QUE É BAKI THE GRAPPLER, TIO BAZUCA?

Pra quem não sabe, Baki the Grappler é um mangá de Keisuke Itagaki, e logo se percebe que sua característica é o traço "expressivo" para músculos e cenas de luta. Baki foi publicado na revists Weekly Shōnen Champion (da Editora Akita Shoten) de 1991 e tem 42 volumes, além de dois mangás: New Grappler Baki (de 1999 a 2005) e logo na sequência veio  Baki: Son of Ogre (2005 e 2012).

O anime Baki the Grappler é um anime de luta e é bastante violento, com lutas coreografadas (não tô reclamando, mas "as vezes" aquela ruma de supapo do Dragon Ball deixa a desejar na estética, parece luta de menino na saída do colégio) e bem detalhadas, lembrando um bocado aquelas lutas do Street Fighter Victory. As lutas são baseadas em Artes Marciais reais (o próprio mangaká Keisuke foi pugilista profissional uma época de sua vida).

O mangá, basicamente, conta a história de Baki, filho do cara mais forte do Mundo (sim, ele é apresentado assim na história) e, visando superar seu pai, Baki se envolve em treinamentos, lutas diversas e mais treinamentos.

E A NETFLIX VAI ADAPTAR BACK THE GRAPPLER?

Como eu já disse, Baki é um mangá e sua primeira adaptação pra anime foi em 2001, com 24 episódios ( estúdios Group TAC e Free-Will). De fato, essa será a segunda adaptação para anime.

A nova série terá 26 episódios e vai adaptar o arco “Most Evil Death Row Convicts”, que vem a ser a segunda parte do mangá de Itagaki. A produção está sendo realizada pela TMS Entertainment (Lost Canvas). Na nova animação, a história será protagonizada por lutadores underground que participam de batalhas clandestinas em ringues sem nenhum tipo de regra. 

Apesar de ainda não ter uma data de lançamento confirmada, o que sabemos é que Baki the Grappler chegará ao catálogo da Netflix depois de sua exibição lá no Japão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário